Repositório Digital

A- A A+

Políticas comparadas de saúde : a atenção domiciliar aos portadores de demência no Brasil e na Holanda

.

Políticas comparadas de saúde : a atenção domiciliar aos portadores de demência no Brasil e na Holanda

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Políticas comparadas de saúde : a atenção domiciliar aos portadores de demência no Brasil e na Holanda
Autor Aarts, Karen Milou
Orientador Bordin, Ronaldo
Data 2016
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Programa de Pós-Graduação em Administração.
Assunto Gestão em saúde
Planejamento em saúde
Políticas públicas
Resumo Introdução: o incremento do envelhecimento populacional, associado a uma expectativa de vida maior nas últimas cinco décadas, trouxe como consequência um maior número de doenças relacionadas ao deterioramento físico e cognitivo dos indivíduos. Um destes problemas de saúde emergentes é o aumento da prevalência de demências, especificamente da doença de Alzheimer. Objetivo: comparar as políticas relacionadas ao cuidado das pessoas idosas, em específico as pessoas que sofrem de demência tipo Alzheimer, quanto ao atendimento domiciliar, entre o Brasil e a Holanda. Métodos: pesquisa documental sobre as normativas e leis disponíveis em cada país e entrevistas semiestruturadas com gestores de programas de cuidado de idosos nos órgãos responsáveis pelos mesmos. Dados socioeconômicos, demográficos e indicadores de saúde selecionados foram coletados, bem como características do tipo de sistema de serviços de saúde de cada país. Resultados: o sistema de saúde holandês possui há mais de quatro décadas programas para cuidados de idosos e para idosos com demência, com uma política específica para pessoas com Alzheimer iniciada em 2007. No Brasil, este atendimento ainda é incipiente ou inexistente enquanto atendimento domiciliar, segundo os entrevistados, ainda que possa eventualmente ser contemplado na esfera da atenção primária à saúde. Conclusão: a comparação das políticas de saúde brasileiras e holandesas quanto às demências não foi possível de ser realizada pela inexistência de políticas, programas, planos ou legislação/normatização no Brasil, no âmbito da atenção domiciliar.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/141215
Arquivos Descrição Formato
000992555.pdf (10.80Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.