Repositório Digital

A- A A+

Presença de zumbido em pacientes com otite média crônica

.

Presença de zumbido em pacientes com otite média crônica

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Presença de zumbido em pacientes com otite média crônica
Autor Zanetti, Camila
Orientador Teixeira, Adriane Ribeiro
Data 2016
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Curso de Especialização em Audiologia.
Assunto Otite média
Perda auditiva
Zumbido
[en] Hearing loss
[en] Otitis media
[en] Tinnitus
Resumo Introdução: A otite média crônica são alterações teciduais de origem inflamatória, irreversíveis, que ocorrem na orelha média. Dentre os sintomas está o zumbido. O zumbido é a percepção de sons na ausência de estímulo sonoro externo. Ele é referido na clínica por inúmeros pacientes com Otite Média Crônica (OMC), porém, não foi encontrada a prevalência deste sintoma. Objetivo: descrever audiologicamente uma amostra de indivíduos com OMC e verificar a presença de zumbido, analisando de acordo com o tipo e grau de perda auditiva. Métodos: Foi estudado um banco de dados com 1118 pacientes de um Hospital Público Terciário. Todos avaliados por médico otorrinolaringologista e submetidos à audiometria tonal (via aérea e óssea), e questionados sobre a presença ou não de zumbido. Dos 1118 participantes, 51,2% eram mulheres. Prevaleceram os maiores de 18 anos (55,9%). Resultados: Os limiares aéreos encontrados foram entre 30 a 40 dB. Já na via óssea, essa média foi de 11 a 17 dB. O grau de perda prevalente foi o leve. O Tipo de perda auditiva mais encontrado foi a condutiva. Dos sujeitos que tem OMC, 57,9% referiram a presença de zumbido. Os graus de perda auditiva que mostram associação com o zumbido foram os graus leve e moderado, e o tipo de perda foi a condutiva. Conclusão: A prevalência de zumbido em pacientes com OMC foi de 57,9%. Neste caso, o zumbido assume seu papel de sintoma advindo de causas multifatoriais, e não só por questões de orelha interna.
Abstract Introduction: Chronic otitis media is the presence of tissue changes, of inflammatory origin, irreversible at the middle ear. Among the symptoms present is the tinnitus. Tinnitus is the perception of sound in the absence of extern stimulus. Tinnitus is also referred in the clinic for many patients with Cronic Otitis Media (COM), however, was not found the prevalence of this symptom. Objective: To describe audiologically a sample of individuals with COM and verify the presence of tinnitus, analyzing according to the type and degree of hearing loss. Methods: Data were database of a Tertiary Public Hospital. 1118 patients were evaluated by an physician and underwent pure tone audiometry air and bone conduction, and asked about the presence or absence of tinnitus. Results: Was 51.2% women and 48.8% men. The most studied age range was of 18 years (55.9%). The air thresholds found is on average between 30 and 40 dB. In the bone conduction, this average was 11-17 dB. The degree of loss found in most research subjects were mild to moderate degrees, and the type was conductive. Of the subjects that has COM, 57.9% reported tinnitus. The degrees of hearing loss which show significant association with tinnitus were mild and moderate levels, and the type was conductive. Conclusion: The tinnitus was present in 57.9% of subjects with COM, demonstrating a significant association between tinnitus and COM. In this case, the tinnitus takes its arising symptom of paper multifactorial causes, and not only by inner ear issues.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/141303
Arquivos Descrição Formato
000991699.pdf (194.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.