Repositório Digital

A- A A+

Hábitos alimentares : aprendendo sobre nutrição e sistema digestório na TV

.

Hábitos alimentares : aprendendo sobre nutrição e sistema digestório na TV

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Hábitos alimentares : aprendendo sobre nutrição e sistema digestório na TV
Autor Costa, Tamara Trisch da
Orientador Kindel, Eunice Aita Isaia
Data 2015
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Curso de Ciências Biológicas: Licenciatura.
Assunto Alimentação
Pedagogia cultural
Resumo Existem outros lugares, além da escola, que ensinam sobre diferentes assuntos atuando, segundo os Estudos Culturais, por meio de uma Pedagogia cultural: são eles as mídias impressas, televisivas, os filmes, as revistas, entre outros. As representações produzidas pela mídia constituem saberes, experiências são vivenciadas e identidades formadas, na medida que crianças e adolescentes passam a desenvolver valores e fazer escolhas que podem ser decisivas em sua vida agora e como adultos. Várias são as pedagogias culturais que nos ensinam como TV, cinema, museus, desenhos, internet entre outras. Neste sentido, podemos notar a influência que a propaganda exerce na vida das pessoas, especialmente quando nos referimos a alimentação e à nutrição de crianças e jovens, que consomem, cada vez mais, alimentos ricos em açúcares, gorduras e sal, podendo desenvolver assim inúmeras doenças. Diante disso, o objetivo principal deste trabalho é analisar quantas e de que tipos são as reportagens sobre alimentação e sistema digestório produzidas pelo Programa Bem Estar (rede Globo de televisão) e investigar se esse constitui-se em uma Pedagogia Cultural. Foram observados programas e realizadas investigações no campo da pesquisa qualitativa, como a análise de conteúdo e a análise de mídia. A partir dos resultados, podemos constatar que o programa citou, principalmente, alimentos ricos em proteínas e carboidratos, e em relação às bebidas o leite recebeu grande destaque. Outro resultado foi o grande número de doenças mencionadas no programa como diabete, obesidade (como doença) e intolerância alimentar e a presença de muitos especialistas médicos. Avalia-se como importante se ter um programa que ensina as pessoas aprendendo temas que muitas vezes não são trabalhados nas escolas. As escolas deveriam executar programas sobre educação nutricional para que crianças e adolescentes possam adquirir bons hábitos alimentares e assim crescer e se desenvolver com saúde. A elas deveria estar associado o exemplo e as atitudes das famílias relativamente ao comportamento alimentar, especialmente das crianças, incentivando-as desde cedo a terem uma adequada nutrição.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/142142
Arquivos Descrição Formato
000989391.pdf (1.220Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.