Repositório Digital

A- A A+

A escuta da fala marginalizada em ancestral na voz ascendente

.

A escuta da fala marginalizada em ancestral na voz ascendente

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A escuta da fala marginalizada em ancestral na voz ascendente
Autor Schneider, Sabrina Juliana
Orientador Tettamanzy, Ana Lúcia Liberato
Data 2015
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de. Curso de Letras: Licenciatura.
Assunto Ancestralidade
Narrativa oral
Performance
Poética
[es] Ancestralidad
[es] Narraciones orales
[es] Performance
[es] Poetizas marginalizadas
Resumo Neste trabalho de conclusão desejo mostrar a importância das narrativas orais e discutir o seu valor, uma vez que elas trazem a paixão que vai além dos documentos oficiais da escrita da História, bem como propor um espaço na academia para a discussão a partir de Poéticas marginalizadas. O vídeo Ancestral na Voz Ascendente, traz a história de mulheres, retratando as sociedades machistas nas quais elas viveram, cada uma a seu tempo e espaço. Nele, estabelece-se um diálogo entre duas formas distintas de narração de histórias (ZUMTHOR, 2005). Uma narrativa é feita por Anita, que está em casa e, de forma espontânea, relembra a história de sua mãe, uma pastora de ovelhas. A outra é constituída por uma performance feita por Gilda, na qual a artista recupera a história de suas antepassadas indígenas: a bisavó retirada da aldeia para ser escravizada em uma fazenda, e a avó vendida para uma família da cidade para exercer atividades domésticas. Pensando numa tradição contínua, passada pela oralidade, busca-se valorizar as vozes subalternizadas das mulheres entrevistadas, registrando suas narrativas como forma de resistência ao poder do colonizador. O conteúdo do vídeo e a sua análise no texto são, além de tudo, questionamentos sobre a forma ocidental de narrar a história e a poesia da humanidade, cujo discurso oficial esquece a parte que cabe aos marginalizados e às mulheres, inscrevendo, geralmente, a perspectiva patriarcal como única. Dessa forma, trata-se de um trabalho sobre e de resistência da mulher e dos subalternizados.
Resumen En esta monografía deseo mostrar la importancia de las narrativas orales, ya que muestran una pasión que va más allá de los documentos oficiales de la historia escrita. Igualmente propongo un espacio dentro de la academia para discutir su valor a partir de poemas marginalizados. El video ancestral en la voz ascendente, contiene la historia de mujeres retratando las sociedades machistas en las cuales viven, cada una en su tiempo y espacio. En el video se establece un dialogo entre dos formas distintas de narración de historias (ZUMTHOR, 2005): Una de las narraciones es hecha por Anita de manera espontanea recordando la historia de su madre la cual fue una pastora de ovejas. La otra historia está constituida por una performance hecha por Gilda, en la cual se recupera la historia de sus antepasadas indígenas: la bisabuela que fue extirpada de su aldea para convertirse en esclava en una hacienda y la abuela vendida para una familia de la ciudad para transformarse en empleada doméstica. Pensando en una tradición continua, pasada oralmente, se pretende valorizar las voces de las mujeres entrevistadas, registrando sus narraciones como forma de resistencia al poder del colonizador. El contenido del video y su análisis en el texto son, más que todo, cuestionamientos sobre la forma occidental de narrar la historia y poesías humanas, cuyo discurso oficial se olvida de la parte que corresponde a marginales y mujeres, inscribiendo generalmente la perspectiva patriarcal como única. De esta forma se trata de un trabajo sobre y la resistencia de la mujer e de los subalternos.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/142146
Arquivos Descrição Formato
000992610.pdf (305.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.