Repositório Digital

A- A A+

Do cais ao pontal : disputas e interesses na produção do espaço urbano na orla do Guaíba em Porto Alegre

.

Do cais ao pontal : disputas e interesses na produção do espaço urbano na orla do Guaíba em Porto Alegre

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Do cais ao pontal : disputas e interesses na produção do espaço urbano na orla do Guaíba em Porto Alegre
Autor Moschen, Tiago
Orientador Lahorgue, Mario Leal
Data 2016
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Geociências. Curso de Geografia: Bacharelado.
Assunto Espaço público
Espaço urbano
Guaíba, Lago (RS)
[en] Dispute
[en] Guiba’s waterfront
[en] Public space
[en] Space representation
[en] Urban space production
Resumo O estudo aqui desenvolvido analisa as disputas e interesses na produção do espaço urbano na área da orla do Lago Guaíba em sua porção centro-sul na cidade de Porto Alegre. Este processo é compreendido a partir do que Milton Santos chama de urbanização corporativa, adaptada às condições da economia capitalista. O entendimento a que se chega é de que ao tornar-se uma mercadoria dentro do processo de reestruturação produtiva do capital, o espaço adquire maior valor de troca do que de uso, sendo sua apropriação determinada cada vez mais pelo mercado. A análise leva em consideração a atuação do Estado e o papel desempenhado por este no contexto das parcerias público-privadas e do planejamento estratégico. Neste cenário temos ainda a setores da população civil organizada que se mostra contrária aos projetos apresentados e reivindica à participação popular e o direito ao espaço público. Esta conjunção de agentes com diferentes objetivos enquanto a produção do espaço urbano tem como arena de disputa a cidade, lugar da manifestação política, produzida através das tensões que conformam diferentes representações do espaço e disputam a “hegemonia do pensamento” sobre o urbano.
Abstract The study developed here analyzes the disputes and interests in the urban space production in the Lake Guaíba’s waterfront in its south-central portion of the city of Porto Alegre. This process is understood from what Milton Santos calls corporate urbanization, adapted to the conditions of capitalist economy. The understanding that is reached is that to become a commodity within the productive capital restructuring process, the space becomes more exchange value than use, and their ownership determined increasingly by the market. The analysis takes into account the state action and the role played by this in the context of public-private partnerships and the strategic planning. In this scenario we still have the sectors of the civil population which appears contrary to the presented projects and claims to popular participation and the right to public space. This combination of agents with different objectives while production of urban space has the dispute arena the city, the place of political demonstration, produced by the tensions that make different space representations and compete for the "hegemony of thought" on the city.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/142176
Arquivos Descrição Formato
000992297.pdf (956.9Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.