Repositório Digital

A- A A+

Avaliação dos usuários crianças e adultos quanto ao grau de orientação para Atenção Primária à Saúde na cidade do Rio de Janeiro, Brasil

.

Avaliação dos usuários crianças e adultos quanto ao grau de orientação para Atenção Primária à Saúde na cidade do Rio de Janeiro, Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação dos usuários crianças e adultos quanto ao grau de orientação para Atenção Primária à Saúde na cidade do Rio de Janeiro, Brasil
Outro título Assessment of child and adult users of the degree of orientation of Primary Healthcare in the city of Rio de Janeiro, Brazil
Autor Harzheim, Erno
Hauser, Lisiane
Pinto, Luiz Felipe
Soranz, Daniel
Data 2016
Assunto Atenção primária à saúde
Avaliação de serviços de saúde
Saúde da família
[en] Health services
[en] Primary healthcare
[en] Service assessment
Resumo No 1º semestre de 2014, 6.675 usuários adultos e cuidadores de crianças usuárias dos serviços de Atenção Primária à Saúde (APS) do Rio de Janeiro foram entrevistados por meio do Instrumento de Avaliação da APS, Primary Care Assessment Tool, o PCATool-Brasil. O objetivo era ter um panorama rigoroso, por meio da experiência real dos usuários, do grau de extensão dos atributos essenciais e derivados da APS para todas as Áreas de Planejamento (AP) da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). A pesquisa teve um desenho de estudo transversal, com amostras aleatórias independentes de usuários (crianças e adultos) dos serviços e os resultados mensurados por escores dos atributos da APS. As unidades tipo A – Centros Municipais de Saúde e Clínicas da Família que possuem apenas Equipes de Saúde da Família - obtiveram desempenho superior quando comparadas às unidades tipo B, na avaliação de adultos e crianças que utilizam os serviços de APS. Os escores dos atributos “acesso – primeiro contato/ acessibilidade”, “integralidade – serviços prestados”, “orientação comunitária” e “orientação familiar” ainda precisam obter melhor desempenho. Por outro lado, a “coordenação do cuidado” e “longitudinalidade” encontram-se em trajetória de qualidade, pois invariavelmente obtiveram escores próximos ou superiores a 6,0.
Abstract In the first half of 2014, 6,675 adults and caregivers of children using Primary Care (PC) services in Rio de Janeiro were interviewed using the Primary Care Assessment Tool - PCATool- Brazil. The aim was to arrive at an accurate overview of the extent to which PC services in all of the Planning Areas (PA) of the Rio de Janeiro City Health Department (CHD) – Municipal Health Secretariat have the essential and derivative attributes. This was a cross-sectional study of random, independent samples of the service users (children and adults). Results were measured using the scores assigned to PC attributes. In the opinion of adults and children using PC services, Type A Units – Municipal Healthcare Centers and Family Clinics staffed only with Family Health Teams, performed better than Type B units. The scores for the attributes “first contact accessibility”, “comprehensive service – services provided”, “community orientation” and “family orientation” still need to be improved. On the other hand “coordinated care” and “continuity” are on their way to quality scores, being always rated at around 6.0 or even higher.
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/142206
Arquivos Descrição Formato
000993499.pdf (343.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.