Repositório Digital

A- A A+

Associação entre estado nutricional, aleitamento materno exclusivo e tempo de internação hospitalar de crianças

.

Associação entre estado nutricional, aleitamento materno exclusivo e tempo de internação hospitalar de crianças

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Associação entre estado nutricional, aleitamento materno exclusivo e tempo de internação hospitalar de crianças
Outro título Association between nutritional status, exclusive breastfeeding and length of hospital stay of children
Outro título Asociación entre estado nutricional, la lactancia materna exclusiva y el tiempo de hospitalización de los niños
Autor Breigeiron, Marcia Koja
Miranda, Maitê Nunes de
Souza, Ana Olívia Winiemko
Gerhardt, Luiza Maria
Valente, Melissa Tumelero
Witkowski, Maria Carolina
Resumo Objetivo: Verificar a associação entre estado nutricional, aleitamento materno exclusivo e tempo de internação hospitalar de crianças. Método: Estudo transversal. Amostra por conveniência, com 146 crianças de 1-48 meses e seus responsáveis. Dados coletados em unidades pediátricas de um hospital do sul do Brasil, entre janeiro e agosto de 2012. Para análise, utilizaram-se os coeficientes de correlação de Pearson e de Spearman. Resultados: As crianças foram classificadas em: eutróficas (71,9%), risco para sobrepeso (13,0%); obesidade (6,2%); magreza (4,1%); sobrepeso (2,7%) e magreza acentuada (2,1%). O aleitamento materno exclusivo demonstrou ser um fator de proteção contra a magreza acentuada (P=0,029); estar sendo amamentado (P=0,024) ou ter sido amamentado (P=0,000) foram identificados como fatores de proteção contra sobrepeso, risco para sobrepeso e obesidade. O tempo de internação hospitalar foi maior para sobrepeso/obesidade e menor para magreza acentuada/magreza (P=0,785). Conclusão: Inadequado estado nutricional e desmame precoce não foram fatores de risco para o maior tempo de internação nesta amostra.
Abstract Objective: To verify the association between nutritional statuses, exclusive breastfeeding and the hospital stay of children. Method: Cross-sectional study. Convenience sample of 146 children aged 1-48 months and their caregivers. Data were collected in paediatric units at a university hospital of southern Brazil from January to August 2012. Pearson’s and Spearman’s correlation coefficients were used for data analysis. Results: The children were classified as: eutrophic (71.9%), risk for overweight (13.0%) obese (6.2%); thin (4.1%); overweight (2.7%) and extremely thin (2.1%). Exclusive breastfeeding proved to be a protective factor for extremely thin (P = 0.029); and currently breastfeeding (P = 0.024) and previous breastfeeding (P = 0.000) were protective factors for overweight, risk for overweight and obese. The hospital stay was 3.29 ± 0.18 days. The stay was longer for the classifications overweight/obese and shorter for extremely thin/thin (P = 0.785). Conclusion: Nutritional status and exclusive breastfeeding were not risk factors for a longer hospital stay in this sample.
Resumen Objetivo: Investigar la asociación entre el estado nutricional, la lactancia materna exclusiva y el tiempo de hospitalización de los niños. Método: Estudio transversal. Muestra de conveniencia, con 146 niños de 1-48 meses y sus cuidadores. Los datos fueron recogidos en las unidades pediátricas de un hospital en el sur de Brasil, entre enero y agosto de 2012. Para el análisis, se utilizaron los coeficientes de correlación lineal de Pearson y Spearman. Resultados: Los niños fueron clasificados como de peso normal (71,9%), en riesgo de sobrepeso (13,0%); obesidad (6,2%); delgadez (4,1%); sobrepeso (2,7%) y delgadez severa (2,1%). La lactancia materna exclusiva resultó ser factor protector para la delgadez severa (P=0,029); y estar en periodo de lactancia materna (P=0,024) o haber amamantado (P=0,000) como un factor protector para el sobrepeso, el riesgo de sobrepeso y obesidad. La estancia hospitalaria fue mayor en el sobrepeso/obesidad y menor para delgadez severa/delgadez (P=0,785). Conclusión: El estado nutricional inadecuado y el destete precoz no fueron factores de riesgo para la mayor duración de la estancia hospitalaria en esta muestra.
Contido em Revista gaúcha de enfermagem. Porto Alegre. Vol. 36, fasc. esp. (2015), p. 47-54
Assunto Aleitamento materno
Desmame
Estado nutricional
Tempo de internação
[en] Length of stay
[en] Millennium Development Goals
[en] Nutritional status
[en] Weaning
[es] Destete
[es] Estado Nutricional
[es] Objetivos de Desarrollo del Milenio
[es] Tiempo de Internación
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/142238
Arquivos Descrição Formato
000987987.pdf (165.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.