Repositório Digital

A- A A+

Dos antagonismos na apropriação capitalista da água à sua concepção como bem comum

.

Dos antagonismos na apropriação capitalista da água à sua concepção como bem comum

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Dos antagonismos na apropriação capitalista da água à sua concepção como bem comum
Autor Flores, Rafael Kruter
Misoczky, Maria Ceci Araujo
Resumo O artigo defende que, para compreender a apropriação capitalista da água em suas diversas manifestações, é necessário considerá-las como momentos da produção de valor, uma dimensão socialmente construída que organiza o metabolismo entre seres humanos e natureza na dinâmica da luta de classes. Fundamentado em Marx, propõe uma interpretação para o tema da água a partir da ontologia do ser social e problematiza a construção histórico-conceitual dos consensos em torno da concepção hegemônica da água como bem econômico, analisando suas implicações para a organização da gestão e do acesso. Constata-se que, de modo funcional a essa organização, a apropriação da água é tratada de modo fragmentado e desarticulado. Por outro lado, nas lutas sociais pela defesa de meios de vida ameaçados, emergem concepções que se contrapõem aos consensos sobre a água e ao valor social capitalista, apontando na direção de uma concepção universal da água como bem comum.
Abstract The paper argues that in order to understand capitalist water appropriation in its diverse manifestations, its necessary to consider all of them as moments of the production of value, a socially constructed dimension that organizes metabolism between human beings and nature in a class struggle dynamics. Based on Marx, it proposes an interpretation of water issues from the perspective of the ontology of social being, discussing the historical and conceptual construction of consensus around the hegemonic conception of water as an economic good, and analyzing their implications for water management and access. One of its findings argues that the appropriation of water is approached in a fragmented and non-articulated way. On the other hand, in social struggles in defense of threatened livelihoods, conceptions that oppose the water consensus and the capitalist social value emerge, pointing towards a universal conception of water as a common good.
Contido em Organizações e sociedade. Salvador. vol. 22, n. 73, (abrl./jun. 2015), p.237-250
Assunto Agua : Alocacao : Custo
Agua : Custo
Água : Distribuição
Bem comum
[en] Capital
[en] Class Struggles
[en] Common Good
[en] Nature
[en] Water
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/142312
Arquivos Descrição Formato
000992534.pdf (231.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.