Repositório Digital

A- A A+

Níveis sistêmicos e periodontais de citocinas durante a gestação : correlações e efeito da terapia periodontal

.

Níveis sistêmicos e periodontais de citocinas durante a gestação : correlações e efeito da terapia periodontal

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Níveis sistêmicos e periodontais de citocinas durante a gestação : correlações e efeito da terapia periodontal
Autor Fiorini, Tiago
Orientador Oppermann, Rui Vicente
Co-orientador Susin, Cristiano
Data 2012
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia. Programa de Pós-Graduação em Odontologia.
Assunto Odontologia : Na gravidez
Periodontia : Doencas : Tratamento
[en] Gingival crevicular fluid
[en] Interleukins
[en] Low-grade systemic inflammation
[en] Periodontal disease
[en] periodontal therapy
[en] Pregnancy
Resumo A doença periodontal tem sido frequentemente associada ao parto pretermo. A plausibilidade biológica para tal associação baseia-se na hipótese de uma inflamação sistêmica de baixa intensidade de origem periodontal. Entretanto, os estudos de intervenção que investigaram o efeito da terapia periodontal durante a gestação não observaram reduções significativas na incidência de prematuridade. Como diversas citocinas têm sido associadas tanto a doença periodontal quanto ao parto pretermo, cogita-se que elas desempenhem um papel importante na associação observada. Até o presente momento, pouco se sabe a respeito da correlação entre os níveis de citocinas no soro e no fluído crevicular gengival (FCG), assim como do efeito da terapia periodontal sobre esses marcadores de inflamação em gestantes. O objetivo desta tese foi avaliar a relação entre níveis sistêmicos e periodontais de biomarcadores inflamatórios relacionados com a resposta imune periodontal e também com os mecanismos de parto. Também investigou-se o efeito da terapia periodontal sobre os níveis dessas citocinas durante a gestação e 30 dias após o parto. Esta tese é composta por dois estudos que utilizaram uma sub-amostra de mulheres que haviam sido recrutadas para um ensaio clínico randomizado maior que investigou o efeito da terapia periodontal sobre a incidência de prematuridade. Mulheres entre 18-35 anos e com até 20 semanas de gestação foram aleatoriamente alocadas para receber tratamento periodontal não cirúrgico completo até a 24a semana de gestação (grupo teste) ou apenas uma consulta de uma remoção de cálculo supragingival (grupo controle). Dados clínicos e amostras de sangue e FCG foram coletadas no início do estudo, entre 26-28 semanas de gestação e 30 dias após o parto. Quatro sítios periodontais por paciente foram aleatoriamente selecionados para coleta de FCG entre aqueles com maior profundidade de sondagem. Os níveis de IL-1β, IL-6, IL-8, IL-10, IL- 12p70 e FNT-α foram analisados por citometria de fluxo. No estudo 1, investigou-se a correlação e concordância entre os níveis periodontais e sistêmicos dessas citocinas em 100 pacientes, utilizando dados coletados até a 20a semana de gestação. As pacientes apresentaram extensa inflamação e limitada destruição periodontal. A correlação entre os níveis de citocinas no soro e no FCG foi baixa e não significativa, com exceção da IL-12p70 que mostrou uma correlação moderada, porém significativa, entre as duas fontes (r=0.32, p=0.001). Os níveis de citocinas observados no FCG explicaram menos de 10% dos respectivos níveis observados no soro, com exceção da IL-12p70 em que eles foram responsáveis por 23% dos níveis séricos (p=0.0001, r2=0.23). A profundidade de sondagem e o sangramento a sondagem estiveram significativamente associados com os níveis de IL-1β, IL-6 e IL-8 no FCG, mas tiveram efeitos limitados sobre os níveis sistêmicos de todas as citocinas. No estudo 2, comparou-se o efeito da terapia periodontal durante a gestação (n=30) com uma consulta única de remoção de cálculo supragingival (n=30) sobre os níveis periodontais e sistêmicos dessas citocinas durante a gestação e 30 dias após o parto. Após o tratamento, uma redução drástica da inflamação periodontal foi observada no grupo teste, com o percentual de sangramento a sondagem reduzindo de 49.62% para 11.66% dos sítios (p<0.001). A terapia também reduziu significativamente os níveis de IL-1β e IL-8 (p<0.001) no FCG. Entretanto, nenhum efeito significativo do tratamento foi observado em relação aos níveis sistêmicos dessas citocinas. Após o parto, os níveis periodontais de IL-1β no grupo teste permaneceram significativamente menores que no grupo controle, enquanto que nenhuma diferença foi observada em relação aos níveis sistêmicos das outras citocinas avaliadas. Pode-se concluir que os níveis de citocinas no soro e FCG não estão significativamente associados em mulheres com extensa inflamação mas limitada destruição periodontal. Embora a terapia periodontal durante a gestação reduza significativamente o nível de citocinas no FCG, ela parece não ter um impacto considerável sobre os níveis sistêmicos desses biomarcadores.
Abstract Periodontal disease has been frequently associated with preterm birth. The biological plausibility for this association relies on the hypothesis of a low-grade systemic inflammation originated from periodontal disease. However, clinical studies that investigated the effect of periodontal therapy during pregnancy did not observe significant reductions in the incidence of prematurity. Several cytokines have been associated with both periodontal disease and preterm birth, and might play a key role in the observed association. To date, little is known about the correlation between serum and gingival crevicular fluid (GCF) cytokine levels, as well as the effect of periodontal therapy on these inflammatory markers in pregnant women. The aim of this thesis was to investigate the relationship between periodontal and systemic levels of inflammatory biomarkers related to periodontal immune response and also with the mechanisms of delivery. We also investigated the effect of periodontal therapy on serum and GCF cytokine levels during pregnancy and 30 days postpartum. This thesis consists of two studies that used a sub-sample of women who had been previously enrolled in a larger randomized controlled trial investigating the effect of periodontal therapy on the incidence of preterm birth. Women aged between 18-35 years and up to 20 weeks of gestation were randomly assigned to receive comprehensive nonsurgical periodontal treatment before the 24th gestational week (test group) or a single appointment of supragingival calculus removal (control group). Clinical data, blood and GCF samples were collected at baseline, between 26-28 weeks of gestation and 30 days postpartum. Four periodontal sites per patient were randomly selected for GCF collection among those with deepest probing depth. IL-1β, IL-6, IL-8, IL-10, IL-12p70 and TNF-α levels were analyzed using a cytometric bead array. In the study one, we investigated the correlation and agreement between periodontal and systemic levels of these cytokines in 100 patients, using data collected until 20 weeks of gestation. Patients presented widespread periodontal inflammation but limited destruction. The correlation between serum and GCF cytokine levels was low and not significant, except for IL-12p70, which showed a moderate but significant correlation between the two sources (r = 0.32, p = 0.001). The GCF cytokine levels observed explained less than 10% of the respective serum levels observed, except for IL-12p70, which was responsible for 23% of serum levels (p = 0.0001, r2 = 0.23). Probing depth and bleeding on probing were significantly associated with IL-1β, IL-6 and IL-8 GCF levels, but had limited effects on systemic levels of all cytokines. In the study two, we compared the effect of periodontal therapy during pregnancy (n=30) or a single appointment for supragingival calculus removal (n=30) on periodontal and systemic levels of these cytokines during pregnancy and 30 days postpartum. After treatment, a remarkable reduction of periodontal inflammation was observed in the test group, with bleeding on probing reducing from 49.62% to 11.66% of the sites (p<0.001). Periodontal therapy also significantly reduced IL-1β and IL-8 GCF levels (p<0.001). However, no significant differences due to therapy were observed regarding systemic levels of these cytokines. After delivery, IL-1β GCF levels in the test group remained significantly lower than in the control group, whereas no difference was observed for systemic levels of any other cytokine evaluated. It can be concluded that serum and GCF cytokine levels are not significantly associated in women with widespread periodontal inflammation but limited destruction. Although periodontal therapy during pregnancy significantly reduces GCF cytokine levels, it seems to have a negligible impact on systemic levels of these biomarkers.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/142563
Arquivos Descrição Formato
000835678.pdf (1.840Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.