Repositório Digital

A- A A+

A gestão de desempenho por competências no Banco do Brasil

.

A gestão de desempenho por competências no Banco do Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A gestão de desempenho por competências no Banco do Brasil
Autor Uhlig, Vilmar
Orientador Ruas, Roberto Lima
Data 2007
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Curso de especialização a distância: Gestão de negócios financeiros - Banco do Brasil.
Assunto Banco do Brasil.
Competência organizacional
Desempenho profissional
Recursos humanos : Administracao
Resumo Este trabalho consiste em avaliar a percepção dos funcionários do Núcleo de Apoio aos Negócios de Crédito de Santa Catarina, acerca do modelo de Gestão de Desempenho por Competências adotado pelo Banco do Brasil. A pesquisa, de caráter descritivo e exploratório, utilizou-se de questionário estruturado para a coleta de dados quantitativos e qualitativos. A amostra foi constituída por 99 funcionários, lotados no Núcleo de Apoio aos Negócios de Crédito de Santa Catarina, do Banco do Brasil. O estudo se inicia, com breves considerações acerca da noção de competências, gestão de desempenho e gestão de desempenho baseada nas competências, com reflexões sobre o desenvolvimento de suas definições, tendo por base a influência de diversos autores que labutam para a consolidação dos conceitos de competências. Nessa esteira será visto a interdependência das competências organizacionais e as competências individuais. Os resultados mostram, de forma geral, ser positiva a percepção dos respondentes da pesquisa, sobre o modelo de Gestão de Desempenho por Competências adotado pelo Banco, que consideraram um instrumento eficaz e participativo. Contudo o estudo indica que a maioria (74,74%) dos respondentes considera que o novo instrumento não colabora para que haja mais transparência na concorrência para cargos comissionados e ascensão profissional, e 67,68% dos 99 respondentes discordam que o instrumento possibilita que sejam percebidos o entusiasmo, a colaboração e dedicação ao trabalho. Concluindo, observou-se que a Gestão de Desempenho Profissional por Competências veio para ficar, pois se entende que o funcionário que possuir mais competências agrega mais valor para si e mais resultados à organização e, por outro lado, a empresa tem interesse de fomentar um aperfeiçoamento contínuo e permanente de seus profissionais.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/14264
Arquivos Descrição Formato
000649511.pdf (172.8Kb) Texto parcial Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.