Repositório Digital

A- A A+

Avaliação de espécies de baccharis sobre a viabilidade, proliferação e diferenciação de células-tronco mesenquimais

.

Avaliação de espécies de baccharis sobre a viabilidade, proliferação e diferenciação de células-tronco mesenquimais

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação de espécies de baccharis sobre a viabilidade, proliferação e diferenciação de células-tronco mesenquimais
Autor Comunello, Lucimara Nardi
Orientador Gosmann, Grace
Co-orientador Nardi, Nance Beyer
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Farmácia. Curso de Farmácia.
Assunto Baccharis
Carqueja
Células-tronco mesenquimais
Resumo Células-tronco mesenquimais (CTMs) são conhecidas por sua capacidade de se diferenciar em diversos outros tipos celulares, como adipócitos, osteoblastos e condrócitos. Em razão desta característica de plasticidade, as CTMs podem ser utilizadas na recuperação de diversos tipos de lesão tecidual, como a osteoporose, através de engenharia de tecidos. Quercetina, um flavonóide presente em diversos tipos de plantas, frutas e vegetais, já demonstrou afetar a diferenciação osteogênica em muitos estudos, demonstrando ser um importante 7 alvo de investigação. Baccharis articulata e Baccharis trimera são conhecidas popularmente como carqueja e possuem diversos estudos relatando atividades como antioxidante, anti-inflamatória e antimicrobiana. Em suas composições químicas destaca-se a presença de terpenóides e polifenóis, como a quercetina (B. trimera) e a cirsimaritina (B. articulata). Proliferação, análise morfológica e diferenciação osteogênica de CTMs; e citotoxicidade frente a células mononucleares humanas foram avaliados após tratamento com extratos bruto hidroetanólico de B.articulata e B.trimera e frações de terpenóides e polifenóis obtidas a partir de B.trimera, assim como o flavonóide quercetina, utilizado neste estudo como padrão de comparação. As amostras citadas acima foram testadas e obtiveram diferentes efeitos sobre a proliferação e diferenciação celular, após 13 dias de análise, assim como nas diferenças morfológicas apresentadas após o tratamento. Efeitos citotóxicos também foram avaliados. Os resultados apresentados no presente trabalho mostram que compostos químicos presentes em B. articulata e B. trimera podem representar novas ferramentas farmacológicas para o tratamento de diversas lesões em tecidos, como a osteoporose, através de estudos de química medicinal.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/142672
Arquivos Descrição Formato
000866420.pdf (667.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.