Repositório Digital

A- A A+

Saberes e práticas da residência multiprofissional em saúde no cotidiano de trabalho em atenção primária à saúde de cirurgiões-dentistas

.

Saberes e práticas da residência multiprofissional em saúde no cotidiano de trabalho em atenção primária à saúde de cirurgiões-dentistas

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Saberes e práticas da residência multiprofissional em saúde no cotidiano de trabalho em atenção primária à saúde de cirurgiões-dentistas
Autor Moschen, Adriana Zanon
Orientador Knauth, Daniela Riva
Data 2011
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia.
Assunto Atenção primária à saúde
Internato e residência
Saúde bucal
[en] Comprehensiveness
[en] Multiprofessional Health Residency
[en] Oral Health
[en] Primary Health Care
Resumo Este estudo busca identificar como a integralidade em saúde, vivenciada em Programas de Residência Multiprofissional em Saúde (RMS), toma corpo e forma no cotidiano de trabalho de Cirurgiões-Dentistas na Atenção Primária à Saúde. Pretende investigar as limitações e as possibilidades encontradas pelos egressos desta modalidade de formação em serviço para implantarem uma atenção à Saúde Bucal cujo foco de atuação seja a integralidade das ações. A pesquisa utiliza uma abordagem qualitativa. Como técnica de coleta de dados foi privilegiada a entrevista semiestruturada com egressos da RMS. De forma a complementar os dados, foi realizada uma entrevista com preceptores das RMS e coletadas informações nos documentos disponíveis sobre a estrutura curricular dos cursos. Os resultados indicam que a estrutura física e os processos de ensino-aprendizagem, oferecidos pelas Unidades de Saúde/Escola, podem influenciar no perfil do egresso das RMS. Entre os saberes e práticas compartilhadas nas RMS destacam-se a interdisciplinaridade vivida na abordagem do processo saúde-doença e a possibilidade de desenhar itinerários terapêuticos que contemplem as singularidades dos sujeitos. Assim, os dados analisados permitem apontar que, se não houver uma estrutura adequada ao exercício do acolher, a realização de práticas integrais em saúde fica comprometida, bem como, se não houver no processo de trabalho espaço para escuta, se esta não for considerada como parte do itinerário terapêutico, de nada valerá uma estrutura adequada. Ainda destaca a interdependência entre os elementos descritos anteriormente e a formação dos profissionais, pois de nada valerá uma estrutura adequada e processos de trabalho cuidadores se os profissionais não estiverem preparados para trabalhar sob a óptica da integralidade. Práticas integrais em saúde propõem o encontro, o acolhimento do outro em todas as suas dimensões, respeitando o tempo e espaço vividos.
Abstract This study aims to identify how comprehensiveness of care, as experienced in Multiprofessional Health Residency Programs (RMS), takes shape and form in the daily work of dentists within primary health care. It intends to investigate the limits and the possibilities, found by those majored in this in-service education mode, to establish an oral health care focusing on the comprehensiveness of actions. The investigation has a qualitative approach, and data was collected by means of a semi-structured interview with those majored in the RMS. To supplement the data, RMS preceptors were interviewed, as well as information from available documents about the curricular structure of the courses was gathered. The results indicate that the physical infrastructure and the teaching-learning processes, provided by the Health Care Units/School, can influence on the profile of the majored dentists. Among the knowledge and practices shared within the RMS, the interdisciplinarity experienced in the approach of the health-disease process, as well as the possibility of designing therapeutic itineraries considering the uniqueness of the subjects, were highlighted. Thus, the analyzed data allows the indication that, if there is not a suitable infrastructure for the exercise of welcoming, the performance of comprehensive practices in health is compromised. Similarly, if there is not space for listening within the working process, if it is not considered as part of the therapeutic itinerary, a suitable infrastructure is not enough. It also highlights the interdependence between the previously described elements and the education of the professionals, since a suitable infrastructure and caring working processes are not enough if the providers are not prepared to work under the perspective of comprehensiveness. Comprehensive practices in health propose the encounter, the welcoming of the other one in all her/his dimensions, honoring the time and space experienced.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/142782
Arquivos Descrição Formato
000821213.pdf (494.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.