Repositório Digital

A- A A+

A importância do afeto em sala de aula

.

A importância do afeto em sala de aula

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A importância do afeto em sala de aula
Autor Nunes, Josiane Ferreira
Orientador Gil, Natália
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Curso de Pedagogia: Ensino a Distância: Licenciatura.
Assunto Afetividade
Autonomia
Relação professor-aluno
Sala de aula
Resumo O texto tem como foco a concepção da afetividade assim como a autoestima do aluno, um assunto que vem sendo visto por determinados profissionais da educação como o caminho para o alcance de bons resultados escolares e, por conseguinte, na vida adulta destes alunos. A relação afetiva entre os sujeitos envolvidos no processo ensinar-aprender, o fazer compartilhado, o exercício do diálogo, o saber escutar, o respeito pelo outro, o estar aberto configuram-se como subsídios de fundamental seriedade para a aprendizagem. O sujeito edifica-se a partir das afinidades entre um mundo exterior, estruturado pela cultura e pelas condições históricas, e por um mundo interno, não tão somente no aspecto cognitivo, mas afetivo, que abarca desejos, sentimentos e emoções. Deste modo, é extremamente importante tirar proveito dessas relações na prática educativa. Na sala de aula, ambiente social de convívio diário, foi possível perceber movimentos que distinguem os conflitos eu-outro e que se fundam em oportunidades de questionamentos, concentração e conscientização, e outros que tão-somente corroem a relação professor/aluno/conhecimento. Esta pesquisa tem como objetivos, refletir a propósito da afetividade como fator importante no relacionamento professor e aluno, ampliando apreciações sobre a interligação entre a aprendizagem e a afetividade na constituição da autoestima; considerar que ações pedagógicas beneficiam a afetividade no trabalho do professor e identificar as dificuldades na relação entre professor e aluno, que abrangem a questão da afetividade com a aprendizagem, além de tratar da postura do professor diante das dificuldades no relacionamento com alunos. Este trabalho foi desenvolvido com um enfoque qualitativo e de cunho bibliográfico em que, por meio desta metodologia, compreendi os episódios históricos educacionais e as analogias sociais que indicaram a trajetória da relação professor e aluno tendo como assunto fundamental a questão afetiva na formação do aluno e sua vinculação com o processo educacional. Para constatar essa hipótese optou-se por considerar relatos de alunos da faixa etária entre nove e onze anos de uma escola pública da zona rural de um município da região metropolitana de Porto Alegre durante o ano letivo de 2010. Através da pesquisa, notei que a afetividade e a educação são um desafio para a aprendizagem expressiva e incidem num processo de educação para a vida, numa parceria entre professor, aluno, família e comunidade, grupos sociais tão importantes no sucesso da aprendizagem do aluno.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/142873
Arquivos Descrição Formato
000993864.pdf (147.6Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.