Repositório Digital

A- A A+

Diversidade comparada de insetos predadores em área de produção de arroz orgânico e em uma unidade de conservação na Área de Proteção Ambiental Banhado Grande, Viamão, RS

.

Diversidade comparada de insetos predadores em área de produção de arroz orgânico e em uma unidade de conservação na Área de Proteção Ambiental Banhado Grande, Viamão, RS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Diversidade comparada de insetos predadores em área de produção de arroz orgânico e em uma unidade de conservação na Área de Proteção Ambiental Banhado Grande, Viamão, RS
Outro título Compared diversity of predator insects in organic rice field and a conservation unity in a protected ambient area in Viamão, RS
Autor Ferreira, Maria Letícia González
Orientador Jahnke, Simone Mundstock
Co-orientador Morais, Rosana Matos de
Data 2013
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Agronomia. Programa de Pós-Graduação em Fitotecnia.
Assunto Arroz
Entomologia agricola
Inseto
Viamão (RS)
Resumo A presença dos predadores em ecossistemas é fundamental na regulação das populações de insetos fitófagos. Em agrossistemas, entretanto, a simplificação do ambiente pode levar a desequilíbrios e, consequente, aparecimento de espécies pragas das culturas. O sistema orizícola caracteriza-se pelo cultivo em áreas circundadas por hábitats aquáticos e terrestres, compreendendo um mosaico de ambientes em transformação, tanto implantados quanto naturais. O conhecimento das espécies associadas a este sistema é importante para o entendimento da dinâmica do mesmo e para auxiliar no manejo de espécies que possam tornar-se pragas. Neste sentido, o estudo teve como objetivo conhecer e comparar, através de índices faunísticos, a diversidade de insetos predadores entre um agroecossistema de produção orgânica de arroz irrigado (AO) e uma área preservada, Refúgio de Vida Silvestre Banhado dos Pachecos (RBP), ambas localizadas no município de Viamão, RS. Realizaram-se coletas mensais de maio/2011 a abril/2012. Foram utilizadas armadilhas tipo Malaise, Pitfall e Moericke, permanecendo armadas por um período de 24 horas. No total foram coletados 355 indivíduos de hábito predador na AO, sendo identificados 26 morfotipos distribuídos em quatro ordens e 11 famílias. No RBP coletou-se 653 indivíduos de 50 morfotipos, pertencentes a seis ordens e 13 famílias. Os estimadores de riqueza, Chao 1, Chao 2 e Bootstrap, apontaram uma riqueza de 29 a 35 espécies na AO e de 59 a 71 na RBP. A comparação entre os índices de diversidade apontou maior diversidade para a área RBP (p= 0,001). A variação sazonal foi responsável por diferenças, tanto na riqueza como na abundância de espécies, em ambas as áreas, sendo o período de janeiro o que apresentou maior número de indivíduos nas duas. Considerando a composição das espécies, 18 morfotipos foram compartilhados entre os dois ambientes apesar da pouca complexidade estrutural disponibilizada na área do arroz, indicando que a RBP pode estar atuando como reservatório de espécies predadoras.
Abstract Predator’s appearance in ecosystems is fundamental to regulate phytophagous insect population. In agroecosytems, the ambient simplification can traslate to a lack of equilibrium and, for that reason, enables pests occurrence in farming. Rice field system is characterized by a cultivation surrounded by aquatics and terrestrial habitats which include different ambient transformation from natural to implanted kind. Knowledge about associated species in every system is very important to understand the dynamic events and to help the management of possible pests. Predator diversity of an irrigated organic rice production agroecosystem (AO) and a preserved area, Refúgio de Vida Silvestre Banhado dos Pachecos (RBP), both located in Viamão city, RS, was studied and compared by the use of faunistic indexes Montly catches were taked from May/2011 to April/2012, with Malaise, Pitfall e Moericke traps, for 24 hours every time. A total of 355 predators were colected in AO, identificated in 26 morfotypes and distributes in four orders and 11 families. The RBP group found 653 individuals were 50 morfotypes, belonged to six orders and 13 families. The richness estimators, Chao 1, Chao 2 e Bootstrap, indicated from 29 to 35 species richness in the AO and 59 to 71 in the RBP group. RBP presented more diversity than AO according the diversity index (p=0,01). Seasonal variation had influence in differences, for richness and abundance of species, in both areas. January was the month with higher number of observed individuals in both areas. Considering the composition of the species, 18 morfotypes were shared in both ambient, even with the lower structural complexity of the rice field, which may indicates that RBP may serve as a reservoir of predators species.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/142895
Arquivos Descrição Formato
000892546.pdf (1.880Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.