Repositório Digital

A- A A+

Relações entre metamemórica e funções executivas no acidente vascular cerebral

.

Relações entre metamemórica e funções executivas no acidente vascular cerebral

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Relações entre metamemórica e funções executivas no acidente vascular cerebral
Autor Laydner, Juliana Antunes
Orientador Salles, Jerusa Fumagalli de
Co-orientador Zortéa, Maxciel
Data 2015
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Curso de Especialização em Neuropsicologia.
Assunto Neuropsicologia
Resumo Os modelos teóricos que buscam descrever o funcionamento cognitivo das habilidades de metamemória têm sido frequentemente comparados aos que descrevem habilidades de funções executivas, como memória de trabalho, controle inibitório e flexibilidade cognitiva. Além disso, há evidências de que o lobo pré-frontal desempenha papel fundamental nessas habilidades. O presente estudo teve como objetivo levantar evidências empíricas acerca dessa relação entre metamemória e funções executivas em pacientes pós-acidente vascular cerebral (AVC) e controles. Participaram do estudo 20 pacientes pós-AVC, sendo 10 com lesão no hemisfério direito e 10 com lesão no hemisfério esquerdo, e 20 controles emparelhados por idade, sexo e anos de estudo. As funções executivas foram avaliadas pelo Instrumento de Avaliação Neuropsicológica Breve – versão para afásicos expressivos (Neupsilin-Af), através de tarefas de atenção, memória de trabalho, resolução de problemas e fluência verbal. A metamemória foi avaliada com um paradigma experimental, que envolve avaliação de julgamentos de aprendizagem (monitoramento de memória) e tempo de reestudo (controle de memória) em uma tarefa de memória de estudo e evocação com pista de pares de palavras (desempenho de memória). Os resultados apontaram que não houve diferenças significativas no escore médio de memória, metamemória e funções executivas entre os grupos. Contudo, a relação entre os desempenhos foi distinta. Para os pacientes, o funcionamento executivo correlacionou-se com medidas de desempenho de memória, enquanto que no grupo controle se correlacionou com medidas de controle de memória. Isso sugere que no AVC as funções executivas estariam mais associadas ao desempenho de memória, durante o aprendizado de um novo conteúdo, do que aos aspectos estratégicos da regulação desse aprendizado. A lesão cerebral, contudo, parece não afetar a relação entre monitoramento de memória e funções executivas, que se manteve semelhante nos grupos.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/142928
Arquivos Descrição Formato
000992993.pdf (476.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.