Repositório Digital

A- A A+

Efeito do exercício aeróbico em modelo experimental de artrite

.

Efeito do exercício aeróbico em modelo experimental de artrite

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Efeito do exercício aeróbico em modelo experimental de artrite
Autor Viacava, Paula Ramos
Orientador Xavier, Ricardo Machado
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Curso de Ciências Biológicas: Bacharelado.
Assunto Artrite reumatóide
Exercício aeróbico
Resumo Introdução: A artrite reumatoide (AR) é uma doença inflamatória sistêmica autoimune de etiologia desconhecida, acometendo principalmente as articulações, mas também outros tecidos, como o músculo esquelético. A perda de massa muscular determina uma grande repercussão na funcionalidade e qualidade de vida dos pacientes com AR. O exercício físico está associado com a redução da morbidade em diversas doenças e surge como uma alternativa terapêutica para perda muscular nos portadores da AR. Objetivo desse trabalho foi avaliar o efeito do exercício físico sobre a perda muscular de animais com artrite experimental. Métodos: A artrite foi induzida por colágeno do tipo II emulsificado em adjuvante de Freund (CIA) em camundongos DBA1/J por injeção intradérmica na base da cauda (indução no dia zero e reforço no 18º dia). Os animais foram divididos em 2 grupos: CIA (i) animais com artrite sem exercício (sem intervenção) (ii) EXE: animais com artrite e exercício (protocolo: caminhada por 30 min, 3X/semana, durante 30 dias, iniciada na observação do primeiro sinal clínico da doença). O escore clínico de artrite e o edema articular foram avaliados diariamente durante o período experimental. O peso e a locomoção exploratória espontânea foram avaliados semanalmente. Após a morte, a área da miofibra dos músculos gastrocnêmio, tibial anterior e a histopatologia da articulação tibiotarsal foram avaliadas. Significância estatística foi considerada para valores p<0,05. Resultados: Não foi observada diferença significativa nos parâmetros de atividade da doença (escore clínico, edema), bem como no peso e na locomoção espontânea, na histopatologia da articulação tibiotarsal foi observada redução apesar de não significativa, na erosão cartilaginosa e óssea. Entretanto, houve diferença significativa na área seccional da miofibra, o grupo intervenção apresentou maior área comparada ao grupo controle (598μm2±58 e 481μm2±63, respectivamente; p<0,05), representando um aumento médio de 24%. Conclusão: Este é o primeiro estudo de intervenção com exercício em modelo experimental de artrite induzida por colágeno. O exercício aeróbico aplicado a partir dos primeiros sinais clínicos demonstrou benefício sobre a perda muscular no modelo experimental de artrite, reduzindo a atrofia da miofibra. No entanto, o protocolo testado não parece impactar clinicamente na inflamação articular. Apoio financeiro: CNPq, FAPERGS, FIPE-HCPA.
Abstract Introduction: Rheumatoid arthritis (RA) is a systemic autoimmune inflammatory disease of unknown etiology, affecting primarily the joints, but also other tissues such as skeletal muscle. The muscle wasting significantly impairs the functionality and quality of life of patients with RA. Physical exercise is associated with reduced morbidity in several diseases and is an alternative therapy for RA related muscle wasting. The aim of this study was to evaluate the effect of exercise on muscle loss of animals with experimental arthritis. Methods: Arthritis was induced by collagen type II emulsified in Freund's adjuvant (CIA) in mice DBA/1J by intradermal injection at the base of the tail (induction on day zero and booster on day 18 booster). The animals were divided into two CIA groups (n=5): (i) animals with exercise (protocol: walking on treadmill for 30 min, three times a week for 4 weeks after the onset of the disease), (ii) animals without exercise (without intervention). Clinical score and paw swelling were assessed daily during the whole experimental period. The weight of the animals and spontaneous exploratory locomotion were evaluated weekly. After death, the ankle histopathological score, myofiber area of the tibialis anterior and gastrocnemius muscles were evaluated. Statistical significance was considered for p 7 values p<0.05. Results: No significant difference was observed in clinical parameters of disease activity (clinical score, paw swelling and animal weight) and spontaneous locomotion in the walking group compared with the group without exercise, the joint histopathological was no significant, although observed reduction some parameters, especially in bone and cartilage erosion. However, there was significant difference in the myofiber sectional area, with the exercised group showing greater myofiber cross-sectional area compared to the group without exercise (598 ± 58 μm2 and 481 ± 63 μm2, respectively, p <0.05), representing a mean increase of 24%. Conclusion: This is the first interventional study with walk on treadmill in the experimental model CIA. According to results, aerobic exercise applied from the first clinical signs showed benefit for the muscle wasting in an experimental model of arthritis, observed mainly by the reduction of myofiber atrophy. However, the tested exercise program does not seem to impact clinically in the process of arthritis. Financial support: CNPq, FAPERGS, FIPE-HCPA.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/142933
Arquivos Descrição Formato
000873176.pdf (326.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.