Repositório Digital

A- A A+

Musicoterapia na afasia de expressão : um estudo de caso

.

Musicoterapia na afasia de expressão : um estudo de caso

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Musicoterapia na afasia de expressão : um estudo de caso
Autor Palazzi, Ambra
Orientador Fontoura, Denise Ren da
Data 2015
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Curso de Especialização em Neuropsicologia.
Assunto Neuropsicologia
Resumo A afasia é um distúrbio adquirido do processamento da linguagem decorrente de um dano cerebral, que pode comprometer aspectos expressivos e receptivos, bem como outras funções neuropsicológicas, além de também poder estar associada a outros distúrbios neurológicos. As inúmeras observações de sujeitos afásicos que preservam a capacidade de cantar palavras e a parcial sobreposição neuroanatômica entre linguagem e música estimularam a difusão de diversas técnicas musicais e musicoterápicas na afasia. A musicoterapia pode contribuir tanto na reabilitação das habilidades linguísticas dos sujeitos afásicos, facilitando a comunicação verbal e não verbal e fortalecendo as funções neuropsicológicas, quanto na modulação das emoções, melhorando o estado de humor e a qualidade de vida. O presente trabalho visou descrever o tratamento musicoterápico em uma paciente com afasia de expressão pós AVC e verificar a efetividade da musicoterapia através da avaliação neuropsicolinguística pré e pós intervenção e da análise temática do conteúdo das falas da paciente. O tratamento musicoterápico ocorreu durante três meses, em duas sessões semanais, totalizando 24 sessões. Foi seguido um modelo de musicoterapia ativa com atividades de produção e imitação vocal e instrumental, dialogo vocal ou instrumental espontâneo entre musicoterapeuta e paciente, canto de músicas familiares, atividades de entonação inspiradas à TEM e composição de músicas. Os resultados da avaliação pós intervenção mostraram que o desempenho da paciente manteve-se estável na maioria das funções. No entanto, houve uma melhora nas funções de verbalização de sequências automáticas, nomeação de categorias específicas, compreensão de parágrafos e sentenças e denominação escrita, bem como na atenção (NEUPSILIN-Af). análise temática e a análise dos vídeo e dos áudios das sessões revelaram mudanças em nível de iniciativa, motivação e autonomia, bem como mais regularidade e integração na produção vocal e instrumental e uma melhor capacidade de imitar simples células rítmicas e melódicas. Por fim, ao longo das sessões destacaram-se o interesse, a motivação, a constante satisfação da G. e sua avaliação positiva do inteiro tratamento.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/142941
Arquivos Descrição Formato
000993016.pdf (276.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.