Repositório Digital

A- A A+

Sustentabilidade em unidade de alimentação e nutrição de um hospital escola de Porto Alegre

.

Sustentabilidade em unidade de alimentação e nutrição de um hospital escola de Porto Alegre

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Sustentabilidade em unidade de alimentação e nutrição de um hospital escola de Porto Alegre
Autor Stern, Claudia Rossi
Orientador Oliveira, Luciana Dias de
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Curso de Nutrição.
Assunto Desenvolvimento sustentável
Desperdício de alimentos
Serviços de dietética
Resumo facilmente verificável na contaminação do ar, da água e do solo e no aumento dos desastres ambientais. Nesse contexto, está inserida a área da alimentação e, mais especificamente, o eixo da sustentabilidade na produção de refeições. Objetivo: Observar as condutas relacionadas às questões socioambientais e de sustentabilidade na Unidade de Alimentação e Nutrição de um hospital escola de Porto Alegre. Metodologia: Inicialmente, realizou-se um seminário entre os membros da equipe de trabalho para discussão do projeto. Após, ocorreu a coleta de dados com utilização de três listas de verificação no intuito de investigar: escolhas alimentares (tipo de preparação, observância da sazonalidade de produção, uso de alimentos regionais e orgânicos), separação do lixo reciclável e orgânico e utilização de água e energia (luz e gás) e utilização de equipamentos e utensílios. As listas de verificação foram aplicadas durante três meses (maio-agosto/2012), sendo realizadas seis coletas a cada quinzena. Após a aplicação dos instrumentos, contou-se em cada lista de verificação o número de conformidades e não conformidades. Posteriormente, realizou-se análise estatística com o programa SPSS, versão 18.0 e interpretação dos dados obtidos. Resultados e discussão: Na lista de verificação 1, o número médio de conformidades foi de 3,65 (DP± 0,797), sendo o máximo 7, correspondendo a 52,14%. Esse percentual se deve principalmente ao fato de que na Unidade de Alimentação e Nutrição onde foi realizada a pesquisa, não há utilização de alimentos orgânicos e reduzida utilização de produtos da safra que, em geral, apresentam melhores preços, melhor qualidade e maior oferta. Na lista de verificação 2, o número médio de conformidades foi de 7,13 (DP±0,344), sendo o máximo 10, equivalendo a 71,30%. Na instituição pesquisada, existem programas de separação do lixo reciclável e lixo orgânico, pois existe na cidade de Porto Alegre existe coletas seletiva. E, na lista de verificação 3, a média de acertos foi de 6,3 (DP±0,672), sendo o máximo 20, correspondendo a 31,50%. O resultado mostra que há grande desperdício dessas energias. A grande maioria das questões é simples e pode ser melhorada com ações dos funcionários da unidade. Após a análise geral de frequência de conformidades de cada lista de verificação, realizou-se a comparação entre os turnos manhã e tarde e entre os dias de semana e final de semana. Não foi encontrada diferença significativa entre turnos nem entre dias de semana e final de semana. Conclusão: Percebe-se que, em muitos itens, as soluções para evitar desperdícios são simples e devem ser implementadas na unidade. O desafio está em mobilizar diversos setores da instituição, para haver maior adesão à proposta. Após o diagnóstico, a seguinte etapa será a validação do instrumento construído para tal estudo, baseado na Política Nacional de Resíduos Sólidos de 2010 e no posicionamento da American Dietetic Association de 2007 (para profissionais de alimentação e nutrição implementarem práticas de conservação dos recursos naturais e de apoio à sustentabilidade ecológica).
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/142963
Arquivos Descrição Formato
000868371.pdf (519.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.