Repositório Digital

A- A A+

Estudo da atividade antibiofilme de bactérias antárticas sobre microrganismos de importância médica

.

Estudo da atividade antibiofilme de bactérias antárticas sobre microrganismos de importância médica

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estudo da atividade antibiofilme de bactérias antárticas sobre microrganismos de importância médica
Autor Elias, Susana de Oliveira
Orientador Macedo, Alexandre José
Data 2011
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Ciências Básicas da Saúde. Curso de Biomedicina.
Assunto Bactérias
Biofilmes
Pseudomonas aeruginosa
Staphylococcus epidermidis
Resumo Biofilmes são agregados de microrganismos aderidos a uma superfície e rodeados por matriz exopolissacarídica, sendo regulados pelo sistema de “quorum sensing”. Esse modo de vida proporciona maior proteção e resistência aos microrganismos. Assim, a busca por compostos antibiofilme é essencial para o combate de infecções associadas a biofilmes. O ambiente antártico apresenta várias condições adversas aos microrganismos, então para garantir sua sobrevivência, eles podem liberar compostos com atividade antimicrobiana e antibiofilme. Nesse contexto, esse trabalho busca compostos antibiofilme e antibacterianos em bactérias isoladas da ilha Rei George, Península Antártica. Para isso, realizou-se o cultivo desses microrganismos, para obtenção dos extratos brutos; ensaios de quantificação de crescimento bacteriano e de formação de biofilme utilizando Staphylococcus epidermidis e Pseudomonas aeruginosa, para análise da atividade; técnicas de purificação como, extração em fase sólida e cromatografia em camada delgada, para elucidação dos prováveis componentes e possíveis mecanismos de ação. Os resultados encontrados evidenciaram o grande potencial dos microrganismos do continente antártico, visto que 73,5% dos filtrados testados apresentaram alguma bioatividade. Em adição, a maioria dos isolados antárticos mostraram ação (antibiofilme ou antibacteriana) contra S. epidermidis. Entretanto, contra P. aeruginosa apenas 5,1% das bactérias da Antártica foram ativas, demonstrando uma maior dificuldade na busca por moléculas ativas contra essa bactéria. O isolado S22L2 (Pseudomonas sp) mostrou-se bastante promissor, graças a sua alta atividade antibiofilme e não interferência no crescimento bacteriano. Por isso, seu extrato foi parcialmente purificado, mostrando como possíveis componentes ativos as aminas, os aminoácidos e os polifenóis, compostos que vêm sendo descritos com atividade antibiofilme. Também, descartou-se a presença dos compostos terpenóides, fenilpropanóides, esteróides, saponinas, cumarinas e antraquinona. Entretanto, estudos químicos mais avançados de isolamento e purificação são necessários para identificar e carcterizar todos componentes funcionais do extrato S22L2.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/142995
Arquivos Descrição Formato
000858274.pdf (8.436Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.