Repositório Digital

A- A A+

Avaliação da efetividade de estratégias multifacetadas na implementação de protocolo clínico-assistencial de profilaxia de tromboembolismo venoso em unidades clínico-cirúrgicas em hospital privado do sul do Brasil

.

Avaliação da efetividade de estratégias multifacetadas na implementação de protocolo clínico-assistencial de profilaxia de tromboembolismo venoso em unidades clínico-cirúrgicas em hospital privado do sul do Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação da efetividade de estratégias multifacetadas na implementação de protocolo clínico-assistencial de profilaxia de tromboembolismo venoso em unidades clínico-cirúrgicas em hospital privado do sul do Brasil
Autor Leal, Lisiane Freitas
Orientador Duncan, Bruce Bartholow
Co-orientador Ribeiro, Rodrigo Antonini
Data 2016
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde: Cardiologia e Ciências Cardiovasculares.
Assunto Cirurgia
Tromboembolia venosa
Resumo Introdução e objetivos: Muitas organizações tem trabalhado para melhorar a qualidade e segurança nos sistemas de saúde através de recomendações para práticas baseadas em evidências. Neste contexto, as diretrizes de prática clínica são uma das iniciativas para iniciar um processo confiável em qualquer instituição. Uma das medidas de qualidade mais importantes no contexto hospitalar está relacionada a adequação da profilaxia para prevenção do tromboembolismo venoso (TEV). A avaliação acurada do risco e a utilização apropriada da profilaxia demonstra redução nas taxas de TEV sintomático. No entanto, os esforços aplicados para implementação de protocolos não se refletem nas taxas de adequação, as quais permanecem baixas para pacientes clínicos e cirúrgicos hospitalizados. Dessa forma, o objetivo deste estudo é avaliar a efetividade da implementação do protocolo para profilaxia do TEV em pacientes clínicos e cirúrgicos hospitalizados em um hospital privado no sul do Brasil. Métodos: Estudo observacional do tipo antes e depois, em que foram incluídos 432 pacientes adultos (idade ≥ a 18 anos), 214 pré e 218 pós-implementação do protocolo. Após a aplicação do TCLE, os participantes respondiam um questionário para estratificação de risco de TEV e sangramento. O protocolo institucional foi desenvolvido com base nas recomendações do 9th American College of Chest Physicians. Após a implementação de uma plataforma de acesso (IPROTOCOLOS), estratégias multifacetadas foram utilizadas: divulgação dos fluxogramas no formato de cartazes e alertas clínicos nas televisões de comunicação localizados no convívio médico, e-mail marketing e alerta computadorizado para os prescritores. Qui-quadrado e Regressão de Poisson foram os testes utilizados para detectar diferenças na adequação pré e pós-implementação do protocolo, entre 2014 e 2015. Resultados: A adequação global de tromboprofilaxia passou de 54.2% para 62.4%, após a implementação do protocolo (p=0,097). Dos pacientes incluídos, 202 (46,8%) eram clínicos e 230 (53,2%) cirúrgicos. Em uma análise de subgrupo, considerando o tipo de paciente (clínico ou cirúrgico), um aumento significativo da adequação da prescrição foi observado nos pacientes cirúrgicos, a qual passou de 55,3% para 72,4% (p=0,009). Conclusão: No nosso cenário, o uso de intervenções multifacetadas para aumentar a adequação da tromboprofilaxia, após a implementação do protocolo, não foi significativo em termos de adequação global. Será necessário melhor entender por que um aumento significativo foi observado somente nos pacientes cirúrgicos.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/143058
Arquivos Descrição Formato
000994496.pdf (1.699Mb) Texto parcial Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.