Repositório Digital

A- A A+

Confiança, ECT e formas organizacionais : um framework aplicado na vitivinicultura da Serra Gaúcha e do Vale do São Francisco

.

Confiança, ECT e formas organizacionais : um framework aplicado na vitivinicultura da Serra Gaúcha e do Vale do São Francisco

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Confiança, ECT e formas organizacionais : um framework aplicado na vitivinicultura da Serra Gaúcha e do Vale do São Francisco
Autor Gonçalves, Wilson Magela
Orientador Silva, Tania Nunes da
Co-orientador Padula, Antonio Domingos
Data 2008
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Administração. Programa de Pós-Graduação em Agronegócios.
Assunto Agronegócios
Custos de transação
Relações interorganizacionais
Teoria organizacional
Vitivinicultura
[en] Agribusiness
[en] Organizational theory
[en] Transaction cost theory
[en] Trust
[en] Viticulture
Resumo Nas últimas décadas, ocorreram profundas reestruturações em diversas áreas, na ciência, na economia, na indústria, e conseqüentemente, nas organizações que compõem este cenário. A complexidade, velocidade e, competitividade existentes no cenário empresarial impõem a existência de formas organizacionais que permitam a rápida capacidade de aprendizagem e mudança. Existe espaço para justificar trabalhos de natureza teóricos e empíricos, ao se procurar verificar quais são os mecanismos de coordenação das formas híbridas, bem como verificar a efetividade da confiança, como um destes mecanismos e em que condições isto acontece. O foco central deste trabalho foi verificar o papel da confiança na definição de formas organizacionais. Por intermédio da elaboração de um framework, estudou-se a vitivinicultura brasileira, abrangendo a uva de mesa no Vale do São Francisco e o vinho na Serra Gaúcha. Além do foco central, as contribuições teóricas foram: trazer para o Agronegócio uma perspectiva mais abrangente de aplicação da Economia dos Custos de Transação, a elaboração de um conceito de coordenação a partir das abordagens presentes no framework, teste teórico e empírico a se confiança é um mecanismo de coordenação. A investigação baseou-se em dados coletados por meio de pesquisa bibliográfica e documental, observação direta, entrevistas, questionários aplicados a 120 produtores na Serra Gaúcha. O objetivo principal do estudo foi analisar o papel da confiança na identificação de formas organizacionais na vitivinicultura brasileira, por meio da construção de um framework com vistas a uma possível integração teórica entre a Confiança, Teoria Organizacional (relações de dependência e interdependências) e Economia dos Custos de Transação. Os resultados encontrados permitem considerar a confiança como fator primordial na identificação de formas organizacionais, uma vez que se pôde considerá-la como um mecanismo de coordenação. O framework proposto mostrou-se consistente na identificação dos tipos de mecanismo de coordenação, tipos de confiança, e formas organizacionais presentes no Vale do São Francisco e na Serra Gaúcha.
Abstract In the last decades they happened deep restructurings in several areas, as in the science, in the economy, in the industry and consequently in the organizations that compose this scenery. The complexity, speed and existent competitiveness in the business scenery impose the existence of organizational forms that allow the fast learning capacity and change. Space exists to justify theoretical and empiric nature works, trying to verify which they are the mechanisms of coordination in the hybrid forms, as well as to verify the effectiveness of the trust as one of these mechanisms and in that conditions this happens. The central focus of this work was to verify the role of Trust in the definition of organizational forms. Through the application of a framework, brazilian viticulture was studied, including the table grape in Vale do São Francisco and the wine in Serra Gaúcha. Besides the central focus the theoretical contributions were:bring to Agrobusiness a more realistic dimension of the Economy of Transaction Costs, elaborate a concept of coordination based in present approaches of the framework, to test theoretical and empirically if trust is a coordination mechanism. The investigation based itself on data collected through bibliographical and documentary research, direct observation, interviews, questionnaires applied to 120 producers in the Serra Gaúcha. The main objective of the study was to analyze the role of trust in the identification of organizational forms in Brazilian viticulture, through the construction of a framework aiming a possible theoretical integration between Trust, Organizational Theory (relationships of dependence and interdependences) and Economy of Transaction Costs. The found results allow us to consider trust as a primordial elemnt in identificating organizational forms, since it can be considered a coordination mechanism. The proposed framework was shown solid; in identificating types of coordination mechanism, types of trust, and in the present organizational forms in Vale do San Francisco and in Serra Gaúcha.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/14315
Arquivos Descrição Formato
000660031.pdf (1.963Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.