Repositório Digital

A- A A+

Percepção dos pais sobre os distúrbios fonoaudiológicos na infância

.

Percepção dos pais sobre os distúrbios fonoaudiológicos na infância

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Percepção dos pais sobre os distúrbios fonoaudiológicos na infância
Autor Wolff, Gabriela Stabel
Orientador Goulart, Bárbara Niegia Garcia de
Data 2011
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Psicologia. Curso de Especialização em Fonoaudiologia, ênfase em Infância.
Assunto Criança
Distúrbios da fala
Entrevista com os pais
Linguagem infantil
[en] Child health
[en] Child language
[en] Communication
[en] Language and Hearing Sciences
[en] Speech
Resumo Objetivo: Conhecer a percepção dos pais quanto à identificação dos distúrbios fonoaudiológicos na infância. Método: a partir de entrevistas com questionário previamente estruturado, 75 pais de pré-escolares da região sul do Brasil foram entrevistados. Foram verificadas as variáveis: gênero, idade, número de filhos e conhecimentos sobre os distúrbios fonoaudiológicos, como idade para alterações de linguagem, conseqüência de problemas auditivos, conduta perante problemas fonoaudiológicos, o que os hábitos deletérios podem ocasionar nas crianças e conhecimentos a respeito da fonoaudiologia. Resultados: Verificou-se que 20 (26,7%) dos pais consideram até os 04 anos de idade normal as trocas na fala; 23 (30,7%) afirmam que por volta de 1,5 anos a criança deve começar a falar; 30 (40%) referiram que a Fonoaudiologia pode atuar junto às crianças a partir dos 02 anos de idade; 46 (61,3%) priorizariam a avaliação por um fonoaudiólogo em caso de suspeita de atraso de fala; 68 (90,7%) salientam as questões de fala como possibilidade de atuação fonoaudiológica na infância; 56 (74,7%) nunca procuraram atendimento, avaliação e/ou orientação fonoaudiológica para seus filhos; 69 (92%) consideram a audição importante no desenvolvimento da criança como um todo; 65 (86,7%) referem que o problema auditivo pode acarretar conseqüências na fala e 47(62,7%) atribuem o uso da mamadeira e chupeta à problemas dentários. Conclusão: Em geral, os pais tem conhecimentos apropriados em relação ao desenvolvimento normal da fala, linguagem e audição na infância, bem como dos indicativos para a busca de avaliação especializada. Há relação proporcional entre o grau de conhecimento sobre a atuação fonoaudiológica e as alterações de fala, linguagem e audição na infância e a escolaridade dos pais.
Abstract Objective: To know the parents' perception of speech-language disorders identification in childhood. Method: Based on a prestructured questionnaire, 75 parents of preschool children in southern Brazil were interviewed. Variables as sex, age, number of children and knowledge about the speech-language disorders of the parents were associated to at what age of language disorders can be a result of hearing impairment and what can be the signs of language disorders in childwood. Results: Twenty (26.7%) of parents think that up to four years old children shall speak as an adult, 23 (30.7%) think that around 1.5 years children should begin to speak; 30 (40%) reported that speech therapy can work with children from 2 years of age; 46 (61.3%) would prioritize the evaluation by a speech-language pathologist in cases of suspected speech delay; 68 (90.7% ) highlight the issues of speech as the possibility of speech-language intervention in infancy, 69(92%) agree that the hearing in the development of the whole child, 65 (86.7%) report that hearing impairment can have consequences in speech and 47 (62.7%) attribute the use of bottles and pacifiers to dental problems. Conclusion: In general, parents have appropriate knowledge regarding the normal development of speech, language and hearing in childhood, as well as indicative of the expert evaluation. There is proportional relationship between the degree of knowledge about the speech-language intervention and changes in speech, language and hearing in childhood and parental education.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/143334
Arquivos Descrição Formato
000823206.pdf (112.4Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.