Repositório Digital

A- A A+

Avaliação do funcionamento labiríntico em orelhas com otite média crônica supurativa colesteatomatosa

.

Avaliação do funcionamento labiríntico em orelhas com otite média crônica supurativa colesteatomatosa

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação do funcionamento labiríntico em orelhas com otite média crônica supurativa colesteatomatosa
Autor Seimetz, Bruna Macangnin
Orientador Costa, Sady Selaimen da
Co-orientador Teixeira, Adriane Ribeiro
Data 2016
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Saúde da Criança e do Adolescente.
Assunto Doenças do labirinto
Otite média crônica
[en] Dizziness
[en] Head impulse test
[en] Labyrinth diseases
[en] Otitis media
[en] Vertigo
Resumo A otite média crônica supurativa caracteriza-se como uma condição inflamatória associada a perfurações amplas e persistentes da membrana timpânica. Na otite média crônica supurativa colesteatomatosa, ocorre a presença do colesteatoma na fenda auditiva, sendo este definido como o acúmulo de queratina esfoliada originada de epitélio escamoso queratinizado na orelha média. Dentre as manifestações mais comuns da otite média crônica supurativa colesteatomatosa (OMCSC), encontram-se perda auditiva, otorreia crônica, sangramentos, otalgia, cefaleia e vertigem. A OMCSC pode afetar o equilíbrio corporal, por estar associada a danos funcionais de orelha interna, podendo resultar em alterações de labirinto posterior, que é o responsável pela percepção da posição e do movimento da cabeça no espaço. Objetivos: avaliar o funcionamento labiríntico de orelhas com OMCSC e observar associações com diferentes faixas etárias. Método: estudo transversal, descritivo e comparativo. A amostra estudada foi constituída por um grupo pesquisa, composto por 72 orelhas com OMCSC, e um grupo controle, constituído de 62 orelhas médias normais. Os indivíduos foram submetidos a avaliação otorrinolaringológica, exame videotoscópico digital, anamnese otoneurológica, avaliação audiológica e exame video Head Impulse Test, capaz de detectar déficits vestibulares periféricos, a partir de uma medida objetiva do ganho do reflexo vestíbulo-ocular. Resultados e conclusões: foram encontradas diferenças no funcionamento labiríntico do canal semicircular lateral dos grupos pesquisa e controle, sendo a média do ganho do reflexo vestíbulo-ocular no grupo com OMCSC significativamente menor que nas orelhas normais. Quando analisadas as faixas etárias, o canal semicircular anterior apresentou média de ganho do reflexo significativamente inferior nas orelhas de indivíduos com OMCSC até 18 anos, quando comparado com as orelhas de indivíduos com OMCSC com mais de 18 anos. Em relação à comparação entre os grupos pesquisa e controle por faixa etária, não foram observadas diferenças entre os grupos, acima de 18 anos, com OMCSC e normal. Contudo, no grupo com menos de 18 anos, as orelhas com OMCSC apresentaram o canal semicircular posterior significativamente mais alterado que as orelhas normais.
Abstract Chronic suppurative otitis media is characterized as an inflammatory condition associated with broad and persistent tympanic membrane perforations. In chronic suppurative otitis media with cholesteatoma occurs the presence of cholesteatoma in the middle ear, which is defined as the accumulation of exfoliated keratin originated from squamous keratinized epithelium in the middle ear. The most common manifestations of chronic suppurative otitis media with cholesteatoma (CSOMC) is hearing loss, chronic otorrhea, bleeding, ear pain, headache and dizziness. Thus, the CSOMC can affect the body balance, since it is associated with inner ear functional damage and may result in posterior labyrinth changes, which is responsible for the perception of the position and movement of the head in space. Objective: To assess the labyrinthine functioning of CSOMC ears and observe associations with different age groups. Methods: Cross-sectional, descriptive and comparative study. The sample was made up of a research group, composed of 72 ears with CSOMC, and a control group consisting of 62 normal middle ears. The subjects were submitted to ENT examination, digital videotoscópico examination, otoneurological clinical history, audiological evaluation and examination with Video Head Impulse Test, capable of detecting peripheral vestibular deficits from an objective measure of the gain of the vestibular-ocular reflex. Results and conclusions: Differences were found in the labyrinthine functioning of the lateral semicircular canal of the research and control groups, being that the average gain of the vestibulo-ocular reflex in the group with CSOMC was significantly less than the average gain in normal ears. When analyzed age groups, the anterior semicircular canal presented reflex gain average significantly lower in the ears of individuals with CSOMC under 18 years, when compared to the ears of individuals with CSOMC over 18 years. Regarding the comparison of research and control group by age, there were no differences between the groups with CSOMC and normal group above 18 years. However, in the group under 18 years, the CSOMC ears presented the posterior semicircular canal significantly more altered than the normal ears.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/143348
Arquivos Descrição Formato
000997119.pdf (1.399Mb) Texto parcial Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.