Repositório Digital

A- A A+

Decisão pela extração dentária e incidência de cáries e perdas dentárias em idosos da coorte de Carlos Barbosa, RS : perspectivas qualitativa e quantitativa

.

Decisão pela extração dentária e incidência de cáries e perdas dentárias em idosos da coorte de Carlos Barbosa, RS : perspectivas qualitativa e quantitativa

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Decisão pela extração dentária e incidência de cáries e perdas dentárias em idosos da coorte de Carlos Barbosa, RS : perspectivas qualitativa e quantitativa
Autor De Marchi, Renato José
Orientador Padilha, Dalva Maria Pereira
Co-orientador Brondani, Mario Augusto
Data 2012
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia. Programa de Pós-Graduação em Odontologia.
Assunto Odontologia geriatrica
Perda dentária
[en] Cohort study
[en] Dental caries
[en] Dental Geriatrics
[en] Elderly
[en] Focus groups
[en] Incidence
[en] Incidence
[en] Oral health
[en] Qualitative research
[en] Tooth loss
Resumo Introdução: A perda dentária e o edentulismo podem afetar de maneira significativa a saúde bucal e a saúde geral, a qualidade de vida, e a nutrição de idosos. A cárie e a perda dentária têm sido descritas como o resultado de processos que envolvem elementos biológicos, nas superfícies dentárias, e de uma combinação de fatores comportamentais e sociais. Além disso, o contexto histórico no qual os indivíduos estão inseridos influencia seus comportamentos e percepções em relação à saúde bucal. Uma compreensão acerca de comportamentos de saúde demanda a utilização de métodos que permitam explorar a realidade subjetiva destes fatores. Objetivo: Os objetivos deste estudo de métodos quantitativo e qualitativo foram avaliar a associação entre fatores demográficos, socioeconômicos, comportamentais e de saúde e a incidência de Cárie Coronária, Cárie Radicular, e Perda Dentária na amostra estudada, e realizar entrevistas de grupo focal com membros desta amostra para explorar suas percepções acerca da perda dentária. Métodos: Um estudo de coorte foi conduzido com uma amostra aleatória simples de indivíduos com 60 anos ou mais em Carlos Barbosa, RS, entre 2004 e 2008. Entrevistas e exames bucais foram conduzidos com 388 indivíduos dentados na linha de base, e com 273 participantes no seguimento. A incidência de perdas dentárias, cáries coronárias e radiculares e suas associações com variáveis da linha de base foram modeladas com o uso de regressão binomial negativa. Em um segundo momento, informações de natureza qualitativa foram produzidas através de uma séria de oito entrevistas de grupo focal envolvendo 41 idosos, selecionados dos participantes do seguimento do estudo. As discussões de grupo foram moderadas pelo autor, foram gravadas, codificadas e analisadas através do uso da Teoria Fundamentada em Dados. Resultados: Foi observado no modelo multivariável que, ser mais velho; do sexo masculino; viver em área rural; ser casado; ter menor escolaridade; ser fumante; e estar insatisfeito com os serviços de saúde acessados, estiveram associados com a incidência perdas dentárias. Entre as variáveis clínicas, o uso de próteses parciais removíveis e o índice de sangramento gengival foram preditores, enquanto maior taxa de fluxo salivar foi um fator protetor para o desfecho. Com relação às cáries coronárias, no modelo multivariável final foi observado que, ser mais velho; do sexo masculino; viver em área rural; e ser fumante, estiveram associados à sua incidência. Entre as variáveis clínicas, o uso de próteses parciais removíveis foi um preditor, enquanto maior taxa de fluxo salivar foi um fator de proteção para este desfecho. No modelo multivariável final tendo como desfecho a densidade de incidência de cáries radiculares, ser mais velho; viver em área rural; e escovar os dentes com frequência menor do que diária, foram preditores; ao passo que a única variável clínica associada ao desfecho foi uma maior taxa de fluxo salivar, como fator de proteção. No segmento qualitativo, as respostas dos participantes permitiram concluir que as perdas dentárias estiveram relacionadas com a falta de programas de saúde bucal; normas sociais (incluindo valores relativos ao gênero); nível limitado de informações de saúde; e reduzidas acessibilidade e disponibilidade de serviços odontológicos. Contextos de vulnerabilidade social e programática tiveram um papel fundamental no desenvolvimento de normas e valores sociais e comportamentos individuais que resultaram em extrações dentárias. Conclusão: Estes achados são importantes, porque compreender as relações causais entre práticas individuais como higiene bucal, hábito de fumar, e procura por cuidados odontológicos preventivos, e perdas dentárias, não elucida as razões para as pessoas assumirem tais comportamentos.
Abstract Introduction: Tooth loss and edentulism may have a negative impact in the oral and general health, in the quality of life, and nutrition of the elderly. Dental caries and tooth loss have been described as results of processes involving biologic factors, on the surfaces of the teeth, and of a combination of behavioral and social factors. Furthermore, the historical context in which people are placed influences their behaviors and perceptions towards oral health. The understanding of health behaviors requires the use of methods which allow for the exploration of the subjective reality of those factors. Objective: The objectives of this study using quantitative and qualitative methods were to evaluate the association between demographic, socioeconomic, behavioral and health factors and the incidence of tooth loss, coronal and root caries in the studied sample. Also, to carry on focus groups interviews with members from the sample to explore their perceptions about tooth loss. Methods: A cohort study was conducted with a simple random sample of subjects 60 years old or older in Carlos Barbosa city, southern Brazil, between the years of 2004 and 2008. Interviews and oral examinations were conducted with 388 dentate subjects at baseline, and 273 participants at follow-up. The incidence of tooth loss, coronal and root caries and their association with baseline variables were modeled with the use of negative binomial regression. Following the quantitative part of the study, information of qualitative nature was obtained through a series of eight focus groups, involving 41 participants, purposefully selected from those participating in the follow-up. The focus groups discussions’ were moderated by the author, were recorded, coded and analyzed through the use of Grounded Theory. Results: In the multivariate model it was observed that, older age; male gender; living in a rural area; being married; less schooling; being a current smoker; and being dissatisfied with the health services accessed, were associated with the incidence of tooth loss. Among clinical variables, the use of removable partial dentures, and the gingival bleeding index were predictors, whereas higher stimulated saliva flow rate showed a protective effect for the outcome. With regards to the incidence of coronal caries, in the multivariate model it was found that, older age; male gender; living in a rural area; and being a current smoker, were associated with the outcome. Among clinical variables, the use of removable partial dentures was a predictor, whereas a higher stimulated saliva flow was a protective factor for the outcome. In the final model, for the outcome defined as the incidence density of new root caries, it was observed that, older age; living in a rural area; and brushing less than daily were predictors, whereas a higher stimulated saliva flow rate showed a protective effect for the outcome. With regards to the qualitative part of the study, the answers of the participants allowed for the conclusion that tooth extractions had been related, in the past, with the lack of oral health problems; social norms (including social values related to gender); low level of health information; and limited accessibility and availability of dental services. Contexts of social and programmatic vulnerability played a major role in the development of social norms and individual behaviors which resulted in tooth extractions. Conclusion: These findings are important, because understanding the causal relations between individual behaviors such as oral hygiene, smoking, and the pursuing of preventive dental care, do not elucidate why people engage in such behaviors.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/143391
Arquivos Descrição Formato
000835694.pdf (1.120Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.