Repositório Digital

A- A A+

Análise do consumo dos antidepressivos e benzodiazepínicos disponibilizados na Farmácia Popular do Brasil/UFRGS

.

Análise do consumo dos antidepressivos e benzodiazepínicos disponibilizados na Farmácia Popular do Brasil/UFRGS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Análise do consumo dos antidepressivos e benzodiazepínicos disponibilizados na Farmácia Popular do Brasil/UFRGS
Autor Barros, Cristine Falcão
Orientador Amador, Tania Alves
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Farmácia. Curso de Farmácia.
Assunto Antidepressivos
Benzodiazepínicos
Consumo de medicamentos
Farmácia popular : Brasil
[en] Controlled
[en] FPB
[en] Prescriptions for medication
[en] Sales
Resumo O objetivo deste estudo foi analisar a venda de antidepressivos tricíclicos e benzodiazepínicos antes e depois da inclusão da fluoxetina e clonazepam no elenco da Farmácia Popular e comparar as doses prescritas dos benzodiazepínicos e antidepressivos com a dose diária definida dos medicamentos analisados. Trata-se de um estudo transversal, retrospectivo, realizado na Farmácia Popular do Brasil da UFRGS. Foram utilizados dados do sistema de gerenciamento de vendas e de prescrições arquivadas, no período de 2007 a 2011. Analisou-se 2.046 receitas, sendo que 1.411 eram de antidepressivos e 635 receitas eram de benzodiazepínicos. A maioria das receitas não fornecia a especialidade do prescritor, mas nas que apresentavam 32,4% eram psiquiatras. Fluoxetina (103.892 cápsulas), em menos de um ano de comercialização ultrapassou o número de unidades vendidas de amitriptilina (71.430 comprimidos). O número de receitas de clonazepam em 2011 somou 188. A partir dos dados analisados é possível inferir sobre a demanda reprimida que havia de pacientes que necessitavam de antidepressivos IRSS, pois apesar deste medicamento já fazer parte da RENAME desde 2002, somente em 2011 foi incluído na lista de medicamentos do Programa Farmácia Popular.
Abstract The goal of this study was to analyze the sale of tricyclic antidepressants and benzodiazepines before and after inclusion of fluoxetine and clonazepam in the Farmácia Popular’s listing and compare the prescribed doses of benzodiazepines and antidepressants with defined daily dose of the drugs analyzed. This is a cross-sectional, retrospective study conducted in Farmácia Popular of Brasil of UFRGS. It has been used data management system sales and prescriptions filed from the period of 2007 to 2011. It has been analyzed 2.046 recipes in which 1.411 were antidepressants and 635 recipes were benzodiazepines. Most of the recipes did not provide the specialty of the prescriber, but in those which presenting it 32.4% were psychiatrists. Fluoxetine (103.892 capsules) in less than one year of commercialism exceeded the number of sold units of amitriptyline (71. 430 tablets). The number of clonazepam recipes in 2011 totaled 188. From the data analyzed it is possible to infer the repressed demand that existed for patients requiring antidepressant SSRIs, because although this medicine has become part of RENAME since 2002, only in 2011 it was included in the list of medicines of the Farmácia Popular’s program.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/143472
Arquivos Descrição Formato
000898108.pdf (370.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.