Repositório Digital

A- A A+

Sistema de estresse e uso de substâncias : efeito de polimorfismos no gene CRHR1 nas dependências de crack e nicotina

.

Sistema de estresse e uso de substâncias : efeito de polimorfismos no gene CRHR1 nas dependências de crack e nicotina

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Sistema de estresse e uso de substâncias : efeito de polimorfismos no gene CRHR1 nas dependências de crack e nicotina
Autor Bertuzzi, Guilherme Pinto
Orientador Bau, Claiton Henrique Dotto
Co-orientador Grassi-Oliveira, Rodrigo
Data 2013
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Biociências. Programa de Pós-Graduação em Genética e Biologia Molecular.
Assunto Crack
Polimorfismo genético
Tabagismo
[en] CRHR1
[en] CRH receptors
[en] HPA Axis
[en] Smoking
Resumo Os Transtornos por Uso de Substâncias (TUS) são propostos pela Associação Norte-Americana de Psiquiatria e englobam diversas dependências químicas, incluindo o tabagismo e a dependência de crack. O uso de crack tem aumentado consideravelmente nos últimos anos, segundo dados de levantamentos brasileiros e mundiais. Com mecanismo de ação semelhante ao da cocaína, porém com efeito mais rápido, o crack é uma droga que causa grave prejuízo a seus usuários e conduz à dependência em pouco tempo. O tabagismo também é uma condição bastante prevalente no mundo inteiro, sendo que os prejuízos relacionados a esse transtorno envolvem principalmente o desenvolvimento de doenças respiratórias e câncer. Diversos trabalhos têm buscado identificar fatores de suscetibilidade a esses transtornos, sendo que estudos de associação envolvendo genes do sistema de resposta a estresse vêm ganhando importância. O eixo Hipotálamo- Pituitária-Adrenal (HPA) é o sistema de resposta a estresse mais conhecido em humanos e alvo do presente trabalho, uma vez que o funcionamento dessa cascata de sinalização da produção de cortisol pode desempenhar um papel relevante no desenvolvimento de psicopatologias. Além disso, o eixo HPA pode ser considerado um mediador da relação entre situações adversas na infância e o surgimento de TUS. O objetivo desse trabalho, portanto, é investigar o papel de polimorfismos no gene CRHR1 (que codifica o receptor tipo 1 do hormônio liberador de corticotrofina – CRH, hormônio inicial do eixo HPA) sobre o desenvolvimento e características clínicas da dependência química. Para isso, foram realizados dois estudos, envolvendo amostras de mulheres. No primeiro artigo, a partir de três amostras – (1) 136 usuárias de crack, (2) 55 tabagistas e (3) 262 voluntárias saudáveis – foram identificadas diferenças de freqüências alélicas e genotípicas do SNP rs12944712; além disso, a análise de haplótipos envolvendo tal SNP e o rs110402 revelou maior frequência do haplótipo contendo o alelo G nos dois polimorfismos nos grupos de usuárias de crack e tabagistas. No segundo artigo, foi avaliado o efeito da interação geneambiente envolvendo os mesmos polimorfismos e situações adversas na infância – estimada pela escala Childhood Trauma Questionnaire (CTQ) –sobre características clínicas da amostra de usuárias de crack, como craving e gravidade da dependência – estimados, respectivamente, pelas escalas Cocaine Selective Severity Assessment (CSSA) e Addiction Severity Index (ASI6). A análise não revelou uma interação significativa. A presente dissertação, portanto, revela um efeito do gene CRHR1 sobre o desenvolvimento de TUS, embora esse efeito pareça não se manifestar sobre a gravidade. Mais estudos são necessários visando esclarecer o real efeito do gene e do eixo HPA como um todo sobre os fenótipos e comportamentos aditivos, bem como os mecanismos subjacentes a essa relação.
Abstract The Substance Use Disorders (SUD) are proposed by the American Psychiatric Association and comprise several addictions, including tobacco and crack cocaine smoking. The prevalence of crack cocaine dependence has grown considerably, according to survey data from Brazil and worldwide. With mechanism of action similar to cocaine but with faster effect, crack is a drug that causes severe impairments to its users and leads to dependence in a short time. Tobacco smoking is also a highly prevalent condition worldwide, and the impact related to this disorder includes cancer and respiratory diseases. Several studies have attempted the identification of susceptibility factors to these disorders, and association studies involving stress response system genes have been performed. The Hypothalamic-Pituitary-Adrenal (HPA) axis is the best known stress response system, and the signaling cascade production of cortisol may play a role in the development of psychopathology. In addition, HPA axis can be considered a mediator of the relationship between early life adversity and SUD. The aim of this study is to investigate the role of polymorphisms in CRHR1 gene (encoding the corticotrophin releasing factor – CRH – receptor type 1, an initial factor in HPA axis response) on the development and clinical traits of drug dependence. Two studies were conducted on women samples. In the first article, three groups were compared - (1) 136 crack smokers, (2) 55 tobacco smokers and (3) 262 healthy volunteers. Differences in allele and genotype frequencies of the SNP rs12944712 were identified; in addition, the haplotype analysis involving this SNP and rs110402 revealed a higher frequency of the haplotype containing G allele in both polymorphisms in the groups of nicotine dependents and crack smokers. In the second article, we evaluated the effect of a gene-environment interaction involving the same polymorphisms and childhood adversity - estimated by Childhood Trauma Questionnaire (CTQ) scale – on clinical characteristics of the sample of crack users, such as craving and severity of dependence - estimated respectively by the Cocaine Selective Severity Assessment (CSSA) and Addiction Severity Index (ASI6) scales. The analysis did not reveal a significant interaction. This dissertation thus shows an effect of CRHR1 genepolymorphism on the development of SUD, although this effect does not seem to impact disorder severity. More studies are needed in order to clarify the actual effect of the gene and of the HPA axis as a whole on addictive behaviors.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/143496
Arquivos Descrição Formato
000885539.pdf (378.7Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.