Repositório Digital

A- A A+

Descrição sobre o conhecimento da violência e dos indicadores socioeconômicos de uma população residente no bairro Augusta Meneguine, Viamão, RS

.

Descrição sobre o conhecimento da violência e dos indicadores socioeconômicos de uma população residente no bairro Augusta Meneguine, Viamão, RS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Descrição sobre o conhecimento da violência e dos indicadores socioeconômicos de uma população residente no bairro Augusta Meneguine, Viamão, RS
Outro título Description of the knowledge about violence and the socioeconomic indicators of a population living in Augusta Meneguine's neighbourhood, Viamão, RS
Autor Kothe, Vinícius
Orientador Figueiredo, Márcia Cançado
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia. Curso de Odontologia.
Assunto Educação em saúde
Odontologia social
[en] Health education
[en] Poverty
[en] Violence
Resumo Objetivo: Este trabalho buscou fazer a descrição sobre o conhecimento da violência e dos indicadores socioeconômicos de moradores de um bairro do município de Viamão, RS cadastrados na Estratégia Saúde da Família Augusta Meneguine. Metodologia: O presente trabalho é um estudo transversal observacional analítico desenvolvido frente à aplicação de questionários sobre violência e de indicadores socioeconômicos. Resultados: A idade média dos 110 indivíduos avaliados foi de 35,2 anos (dp16,24), sendo 75,5% do gênero feminino e 24,5% do gênero masculino. 42,2% das pessoas não trabalhavam, sendo que 16,4% destes nunca tiveram emprego. Dentre os indivíduos que trabalhavam 23,9% apresentavam renda entre R$ 380,00 a R$ 760,00 e 33,6% tinham emprego fixo a mais de dois anos. Observou-se que 50% eram casados, 31,8% não tinham filhos, e residiam com quatro ou mais pessoas na mesma casa (54,5%). A “mãe” foi considerada a principal referência pessoal por 50% dos indivíduos. Quanto à escolaridade, 38,2% apresentavam o 1º grau incompleto, sendo que 32,7% nunca haviam reprovado de ano e 40,9% haviam reprovado duas vezes, pelo menos. 83,6% não frequenta a escola atualmente. 44,5% sustentaram ser verdadeira a ideia de que a violência está restrita a camadas menos favorecidas no Brasil. Um considerável número de pessoas (30%) disseram que teriam vergonha (ou ficariam, no mínimo, em dúvida) se, quando provocados por alguém, não partiriam para a briga. Quase 20% desconhecem a lei do desarmamento e acreditam que a arma de fogo se faz necessária para impor respeito. Conclusão: Através dos questionários foi possível identificar um perfil carente da população estudada: desemprego, pobreza, baixa remuneração e escolaridade. Esta comunidade apresentou potenciais para desencadear situações de risco para a violência.
Abstract Objective: This study aimed to describe the knowledge of violence and the socioeconomic indicators of residents of a district in Viamão, RS registered at the ESF of UBS Augusta Meneguine. Methodology: This is an observational cross-sectional and analytical study, based on the application of a questionnaire about violence and the socioeconomic indicators. Results: The mean age of the 110 individuals was 35.2 years (sd16.24), with 75.5% female and 24.5% male. 42.2% of people did not work, and 16.4% had never had a job. Among the individuals who worked, 23.9% had income between R$ 380.00 to R$ 760.00 and 33.6% had a steady job for more than two years. It was observed that 50% were married, 31.8% had no children, and lived with four people in the same household (22.7%). The "mother" was considered the principal reference by 50% of participants. Regarding education, 38.2% had a 1st degree incomplete, and 32.7% had never disapproved of year and 40,9% had failed twice, at least. 83.6% did not attend school nowadays, according. 44.5% claimed to be true the idea that violence is restricted to less favored in Brazil. A considerable number of people (30%) said they would shame (or would at least doubtful) if, when provoked by someone, not gone for fight. Nearly 20% do not know the law of disarmament and believe that the firearm is necessary to enforce compliance. Conclusion: Through the questionnaire was possible to identify a profile of the needy population: unemployment, poverty, low income and education. This community had the potential to trigger risk situations for violence.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/143578
Arquivos Descrição Formato
000900000.pdf (1.302Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.