Repositório Digital

A- A A+

Estudo do efeito da cessação do hábito tabágico sobre a velocidade de proliferação das células da mucosa bucal por meio da técnica de AgNOR

.

Estudo do efeito da cessação do hábito tabágico sobre a velocidade de proliferação das células da mucosa bucal por meio da técnica de AgNOR

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Estudo do efeito da cessação do hábito tabágico sobre a velocidade de proliferação das células da mucosa bucal por meio da técnica de AgNOR
Outro título Effect of smoking and smoking cessation on the rate of proliferation of cells of the oral mucosa
Autor Martins, Júlia Morais
Orientador Rados, Pantelis Varvaki
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia. Curso de Odontologia.
Assunto Fumo
Proliferação celular
[en] AgNOR
[en] Dentistry
[en] Proliferation
[en] Smoking
Resumo O objetivo deste trabalho foi avaliar o padrão de proliferação celular pela técnica de AgNOR sobre as células epiteliais descamadas da mucosa bucal clinicamente normal de pacientes que cessaram o hábito tabágico. Foram incluídos na pesquisa 99 indivíduos avaliados em um momento inicial (T1), após uma média de 6 meses (T2) e 12 meses (T3). Os participantes foram divididos em Grupo Controle (N=44), que nunca fumaram ou pararam de fumar há mais de 10 anos e não bebem; Grupo Abandono de Fumo (N=22), que no momento inicial da pesquisa (T1) ainda fumavam, mas cessaram o hábito tabágico ao longo do tempo de acompanhamento (em T2 e T3); e Grupo Fumo (N=33), indivíduos que fumaram por todo o tempo do acompanhamento da pesquisa. A avaliação da proliferação celular foi realizada através de esfregaços citopatológicos, obtidos nos sítios borda de língua e assoalho de boca, e que após, foram submetidos à técnica de AgNOR. Dois parâmetros de avaliação foram utilizados, a média de AgNOR (mAgNOR) e o da porcentagem de células com mais de 1 e mais de 3 AgNORs (pAgNOR>1 e pAgNOR>3). Em T1, os grupos expostos ao fumo (GAF e GF) apresentavam velocidade de proliferação mais elevada, se comparados ao GC. Na avaliação longitudinal, o GF manteve os valores mais elevados em todos os tempos. Já no GAF, ambos os parâmetros avaliados reduziram ao longo do tempo de acompanhamento, sugerindo que os pacientes que cessam o hábito tabágico diminuem a velocidade de proliferação celular, apresentando valores semelhantes aos do GC. Além disso, os resultados sugerem que a variação individual da mAgNOR de pacientes que nunca fumaram ao longo de um ano de acompanhamento é de 20%, e os pacientes expostos ao fumo que mostraram limites de variações mais amplos, devem ser acompanhados de forma individualizada
Abstract The aim of this study was to evaluate the pattern of cell proliferation by AgNOR technique on exfoliated epithelial cells from clinically normal oral mucosa of patients who ceased the smoking habit. The study included 99 subjects who were evaluated at an early time (T1), and after an average of 6 months (T2) and 12 months (T3). Participants were divided into Control Group (N = 44) who had never smoked or stopped smoking for over 10 years and do not drink; Group Abandonment of Tobacco (N = 22), which at the start of the study (T1) were still smoking but ceased the smoking habit over the time of follow-up (T2 and T3) and Group Smoking (N = 33), individuals who smoked all the time of the follow-up survey. The evaluation of cell proliferation was performed by smears obtained at the sites edge of the tongue and floor of the mouth, and then, they were subjected to AgNOR technique. Two parameters were used, the mean AgNOR (mAgNOR) and the percentage of cells with more than 1 and more than 3 AgNORs (pAgNOR> 1 and pAgNOR> 3). In T1, the groups exposed to smoke (GAT and GS) had higher proliferation rates as compared to the CG. In the longitudinal evaluation, the GS maintained the highest values at all times. In the GAF both parameters evaluated reduced over the time monitored, suggesting that patients who cease smoking habit decreases the speed of cell proliferation, presenting similar values to CG. Furthermore, the results suggest that individual variation mAgNOR of patients who never smoked over a year of follow up is 20%, and patients exposed to smoke that showed wider variations limits must be accompanied individually.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/143579
Arquivos Descrição Formato
000899340.pdf (646.4Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.