Repositório Digital

A- A A+

Internações pediátricas por causas sensíveis à atenção primária em saúde no município de Itajaí - SC

.

Internações pediátricas por causas sensíveis à atenção primária em saúde no município de Itajaí - SC

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Internações pediátricas por causas sensíveis à atenção primária em saúde no município de Itajaí - SC
Autor Gaspary, Marcia Edler
Orientador Bozzetti, Mary Clarisse
Data 2012
Nível Mestrado profissional
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia.
Assunto Atenção primária à saúde
Hospitalização
Qualidade da assistência à saúde
Saúde da família
[en] Family Health
[en] Hospitalization
[en] Primary Health Care
[en] Quality of health care
Resumo As Internações por Condições Sensíveis à Atenção Primária (ICSAP) são medidas indiretas de avaliação do acesso e da qualidade da APS, pois refletem internações por condições onde a oportuna, efetiva e continua assistência pode reduzir o risco de internações. A lista brasileira foi publicada em 2008 e poucos estudos abordando as internações pediátricas foram publicados. O objetivo deste estudo foi estimar a prevalência das ICSAP em crianças e adolescentes e fatores associados no município de Itajaí, SC, comparando as unidades de saúde segundo o modelo de atenção e as equipes de Estratégia Saúde da Família (ESF) entre si. Foram estudadas as internações pediátricas nos anos de 2008 a 2010, no Hospital Universitário Pequeno Anjo, estimadas as prevalências das ICSAP e calculadas suas associações através da regressão múltipla de Poisson, utilizando-se o programa Stata 10.0. Os resultados mostraram que a prevalência de ICSAP para os anos de 2008, 2009 e 2010 foram respectivamente 31,6% [IC95% (28,8-34,5)], 27,0% [IC95% (24,0-30,1)] e 26,4% [IC95% (23,5-29,2)], sinalizando redução de 16,5% no período, enquanto a cobertura populacional da ESF aumentou em 15%. As gastroenterites foram responsáveis por 60,2% das internações por CSAP, seguidas por ITU (10,0%), epilepsia (8,9%) e bronquites (4,3%). A prevalência de ICSAP em crianças de 5-10 anos foi 40% maior quando comparada às crianças menores de 1 ano. O tipo de unidade, o sexo e a raça não mostraram associação significante. A análise das ICSAP têm baixo custo pela utilização de dados secundários, porém analisar equipes dentro de um município requer o georreferenciamento das internações às unidades de saúde ou equipes de ESF e agregar dados de outros sistemas (SIAB). Talvez o indicador seja mais valioso para comparar áreas maiores.
Abstract The ACSC are indirect measures of evaluation of access and quality of Primary Health Care. These are consequences of diseases where the timely, effective and continuing care can reduce the risk of hospitalization. The Brazilian list was published in 2008 and few studies on pediatric hospitalizations have been published. The objective of this study was to estimate the prevalence of the Ambulatory Care Sensitive Conditions among children and adolescents and associated factors in Itajaí city, SC, comparing the health units according to the model of care and between the Family Health teams. We have studied pediatric hospitalizations from 2008 to 2010 in the University Hospital Little Angel. The prevalence of those hospitalizations was estimated and their associations with ACSC through Poisson multiple regression, using Stata 10.0. The results showed that the prevalence of ICSAP for the years 2008, 2009 and 2010 were 31.6 [95%CI (28.8 to 34.5)], 27.0 [95%CI (24.0 to 30.1)] and 26.4 [95% CI (23.5 to 29.2)], respectively, indicating a 16.5% reduction in the studied period, while the population coverage of Family Health has increased by 15%. Gastroenteritis accounted for 60.2% of hospitalizations, followed by urinary tract infection (10.0%), epilepsy (8.9%) and bronchitis (4.3%). ACSC prevalence in children aged 5-10 years was 40% higher when compared to children less than 1 year old. The type of unit, sex and race showed no significant association. The cost of analyzing the use of secondary data is low, but analyzing teams within a municipality requires georeferencing of admissions to health facilities or teams of ESF and aggregate data from other systems (SIAB). Perhaps a most valuable indicator would be to compare larger areas.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/143698
Arquivos Descrição Formato
000862985.pdf (946.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.