Repositório Digital

A- A A+

Alimentação escolar : recursos humanos e equipamentos em escolas públicas de Porto Alegre/RS

.

Alimentação escolar : recursos humanos e equipamentos em escolas públicas de Porto Alegre/RS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Alimentação escolar : recursos humanos e equipamentos em escolas públicas de Porto Alegre/RS
Autor Rezer, Dulcinéia Simionato
Orientador Oliveira, Ana Beatriz Almeida de
Co-orientador Capalonga, Roberta
Data 2015
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Curso de Nutrição.
Assunto Alimentação escolar
Nutrição da criança
Qualidade dos alimentos
[en] Food handlers
[en] Food safety
[en] School feeding
Resumo Introdução: O Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) é considerado um dos maiores programas na área de alimentação no mundo, sendo o único com atendimento universalizado. Os colaboradores responsáveis pela alimentação escolar ocupam papel de importância tanto no processo de educação alimentar e nutricional como na garantia da segurança dos alimentos. Objetivos: Verificar o perfil dos recursos humanos, quantidade de equipamentos para a produção de alimentos e atualização em conhecimento técnico de manipuladores de alimentos de escolas públicas de Porto Alegre/RS. Métodos: Estudo transversal realizado em 120 escolas públicas de Porto Alegre/RS, atendidas pelo PNAE, no período de outubro de 2008 a junho de 2009. Em cada escola amostrada, foi aplicado um questionário com perguntas sobre: i. presença de responsável técnico (nutricionista); ii. dados dos servidores presentes; iii. treinamento dos manipuladores; iv. utensílios e equipamentos da escola. Resultados: Participaram do estudo 221 manipuladores de alimentos, sendo 67 de escolas municipais e 154 de escolas estaduais, encontrando-se a maioria na faixa etária de 36 a 55 anos (60,6%). Na rede municipal, os manipuladores apresentaram nível de escolaridade mais baixo do que no Estado, sendo que 41,8% não completaram o ensino fundamental no município e 48,7% na rede estadual completaram o ensino médio. Do total de manipuladores entrevistados, 46,2% apresentaram até cinco anos de tempo de serviço e 42% com mais de onze anos; No Estado, 67,8% dos manipuladores tinham atribuição de cargo merendeira e no município 65,5% como auxiliar de cozinha/servente. Foi encontrado maior apoio técnico nas escolas municipais, 95% recebiam o cardápio elaborado pelo nutricionista responsável, enquanto que nas escolas estaduais, 45% recebiam. Mais da metade dos manipuladores participantes do estudo recebeu a última capacitação em boas práticas há mais de um ano (56,6%) e 17,3% nunca receberam capacitação. Conclusão: As escolas municipais de Porto Alegre encontram-se em melhores condições de oferecer alimentação a seus escolares do que as escolas da rede estadual no mesmo município, considerando que recebem mais apoio técnico de recursos humanos e possuem melhores equipamentos e utensílios.
Abstract Introduction: The National School Feeding Program is considered one of the largest programs in the feeding area in the world and is the only service with universalized. Employees responsible for school meals take up role of importance both in food and nutrition education process as in food safety assurance. Objectives: To determine the profile of human resources, amount of equipment and updated technical knowledge of food handlers in public schools in Porto Alegre / RS. Methods: Cross-sectional study in 120 public schools in Porto Alegre / RS, served by PNAE, from October 2008 to June 2009. In each sampled school, a questionnaire was applied with questions about: i. presence of technical manager (nutritionist); ii. present data servers; iii. training of handlers; iv. utensils and school equipment. Results: The study included 221 food handlers, 67 municipal schools and 154 public schools, lying mostly in the age group 36-55 years (60.6%). In public schools, the handlers had lower level of education than in the state, and 41.8% did not complete elementary school in the county and 48.7% in the state system completed high school. Of the total respondents handlers, 46.2% had up to five years of service and 42% with more than eleven years; In the state, 67.8% of handlers had lunch box office assignment and the municipality 65.5% as kitchen assistant / servant. Was found more technical support in public schools, 95% received the menu drawn up by the dietitian, whereas in state schools, 45% received. More than half of the study participants handlers received the latest training on best practices for more than one year (56.6%) and 17.3% never received training. Conclusion: The public schools in Porto Alegre are better able to provide power to their school than schools of the state in the same municipality, considering that receive more technical support staff and have better equipment and utensils.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/143718
Arquivos Descrição Formato
000997871.pdf (332.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.