Repositório Digital

A- A A+

O anglicismo na linguagem da mineração: um estudo exploratório

.

O anglicismo na linguagem da mineração: um estudo exploratório

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título O anglicismo na linguagem da mineração: um estudo exploratório
Autor Ferreira, Karoll Ribeiro e Silva
Orientador Maciel, Anna Maria Becker
Data 2008
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Letras. Programa de Pós-Graduação em Letras.
Assunto Anglicanismo
Linguagem de especialidade
Neologismo
Terminologia
[en] Borrowing
[en] Mining
[en] Neology
[en] Terminological anglicism
[en] Terminology
Resumo Este trabalho visa, a partir de um estudo exploratÓrio de textos da área da Mineração, investigar a ocorrência de anglicismos termino lÓgicos e descrever a natureza interna, entorno lingüístico e textual que permitem sua existência e funcionamento. Com base nos pressupostos da Teoria Comunicativa da Terminologia e nos paradigmas da Terminologia Textual, postula-se que o termo estrangeiro deve ser analisado em sua inserção no contexto, uma vez que seu valor especializado é ativado pelas condições de uso. Buscou-se apoio nos mestres dos estudos de neologia, empréstimo e estrangeirismo para explicar o anglicismo terminológico como o empréstinlo inglês de uma palavra da linguagem de especialidade utilizada nos textos de Mineração escritos em português do Brasil. A pesquisa parte da observação de um corpus de artigos científicos em português brasileiro, coletados de periódicos da área da Mineração, divididos em subcorpus A e subcorpus B, ambos constituídos de textos de mesma temática e entorno comunicativo, porém com um nível de especialização diferenciado. Os anglicismos coletados apresentam-se basicamente como unidades lingüísticas de valor especializado sem qualquer alteração morfo-tonológica e/ou unidades que conservam a base original inglesa com o acréscimo de sufixos vernáculos. Com o aplicativo WordSmith Tools, geramos listas para o levantamento dos anglicismos comuns aos subcorpora e a extração de seus contextos, os quais forneceram dados, cuja análise permitiu-nos propor critérios possíveis para uma classificação dos anglicismos empregados na linguagem da Mineração. Procuranlos, por fim, estabelecer sua representatividade a partir do que foi possível observar de regular e específico de cada subcorpus.
Abstract By an exploratory stuely af texts from the Mining area, this work aims to investigate terminalogícal anglícisms and to describe the internal nature, linguistic and textual environment, which explain their existence and functianing. Basedon the presuppositions of the Communicative Theory of Terminology and Textual Terminology, it is put forth that the foreign term should be analyzed whilc insertcd into its eontext sinee the spccialized value is triggcred by usagc condítions. Also, the research is supportcd by studícs of neology, borrowings and foreignism, in order ta account for the terminological anglicísm as a specialized ward borrowcd from Eng!ish into Portuguese, employed in Brazilian tcxts on Mining. The rcflection stcms from the observation af a corpus of scientific papers written in Brazilian Portuguese collected from Mining Journals, divided into subcorpus A and subcorpus B. Each subcorpus comprises texts of similar thematics and communicative approach written ín a different level of specialization. The anglicisms usually occur as linguistic items of specialized value with no morpho-phonological change and/or lexical units that preserve the original base with the addition of vernacular suffixes. With the software WordSmith Tools, lists were produced to examine anglicisms that are common to each subcorpus. and to extract their contexts. Data collected from such contexts 13mvided ana!yzes to suggest eríteria for categorizing the anglieisms used in the Mining language. Finally, we try to establish the representativeness of aglicicms by observing regularity and specificity of each subcorpus.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/14388
Arquivos Descrição Formato
000650066.pdf (964.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.