Repositório Digital

A- A A+

The interplay of local cluster development and global inter-cluster brain circulation : a governance perspective in emergent economies

.

The interplay of local cluster development and global inter-cluster brain circulation : a governance perspective in emergent economies

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título The interplay of local cluster development and global inter-cluster brain circulation : a governance perspective in emergent economies
Autor Richter, Cristiano
Orientador Paula, Istefani Carísio de
Data 2016
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Escola de Engenharia. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção.
Assunto Cluster
Empresa
Transferência de tecnologia
[en] Brain circulation
[en] Cluster development
[en] Diaspora network
[en] Emergent clusters
[en] Global connectivity
[en] High-tech industries
[en] Network governance
[en] Reverse brain drain
Abstract High-tech clusters are important hubs of innovation and production in an increasingly interconnected global economy. There has been an increasing interest from scholars in the embeddedness of local cluster development, in particular of high-tech industries in emergent economies, and global connectivity, in particular in the dynamics and role of inter-cluster brain circulation (IBC). IBC denotes knowledge, technology and practice diffusion and translation through individual networks between emergent and typically more established clusters that are globally interconnected through these network ties. Of particular interest to this study is the controversial role of IBC in stimulating the growth and upgrading of larger/growing versus smaller/nascent clusters. Using the lens of network governance, this study aims to propose forms of IBC governance for steering these processes. The empirical context of investigation is composed of (a) two prior studies of IBC in the cases of Bangalore (IN) - Silicon Valley and Hsinchu (TW) - Silicon Valley connections and (b) two original empirical cases examining the Sinos Valley (BR) - Korea connection and Daedeok Innopolis (KR) - US connection. A qualitative research method strategy is employed in these two original cases using 26 in-depth interviews across both cases as a source of evidence. Based on the studied cases, it is possible to argue that for larger-scale growing clusters, IBC-growth dynamics may unfold as an ‘organic process’ through self-reinforcing market forces, whereas small-scale embryonic clusters depend on a ‘coordinated effort’ of this process because they lack initial market attractiveness for both individuals and firms. Further, focusing on the effectiveness of IBC in steering the growth and upgrading of clusters, it can also be argued that IBC governance changes through a gradual decreasing in the intervention to stimulate IBC, from a ‘coordinated effort’ in the early stage to a spontaneous increase in the marketdriven process of IBC as an ‘organic process’ in the mature stage of cluster development. This study has important implications for understanding cluster connectivity, the role of governance in cluster growth and upgrading, and the effective catch-up strategies of emerging economies.
Resumo Clusters de alta tecnologia são vistos como importantes centros de inovação e produção em uma economia atual global e interconectada. Observa-se um maior interesse da comunidade acadêmica pela relação entre o desenvolvimento de clusters de alta tecnologia em economias emergentes e suas conexões globais através da ‘circulação de talentos entre os clusters’ (em inglês, IBC). IBC representa, tipicamente, a difusão e transferência de tecnologias, conhecimentos e práticas através de redes individuais entre clusters emergentes e clusters já estabelecidos, os quais estão globalmente interconectados através dos laços destas redes. O foco deste estudo está no papel controverso da IBC no estímulo ao crescimento e melhoria de clusters maiores/em crescimento versus clusters menores/nascentes. Este estudo tem como objetivo propor formas de governança da IBC para conduzir estes processos nos seus diferentes estágios de desenvolvimento. O contexto empírico investigado está baseado em (a) dois casos consolidados da literatura: as conexões de Bangalore (IN) - Vale do Silício e Hsinchu (TW) - Vale do Silício; e, (b) dois casos originais: as conexões de Daedeok Innopolis (KR) – EUA e Vale dos Sinos (BR) – Coreia. O método de pesquisa utilizado é qualitativo com a aplicação de 26 entrevistas em profundidade como fonte principal de evidência. Com base nos casos estudados, é possível argumentar que os clusters maiores/em crescimento se beneficiam de uma IBC orgânica, estimulada pelas dinâmicas e forças do mercado, enquanto os clusters menores/nascentes dependem de um esforço coordenado devido à falta de atratividade inicial para empresas e indivíduos. Além disto, com vistas à eficácia da IBC no estimulo ao crescimento e melhoria de clusters, também se pode argumentar que a intervenção nas dinâmicas da IBC se reduz ao longo da evolução dos clusters, passando de um esforço coordenado nos estágios iniciais de desenvolvimento do cluster para um processo orgânico da IBC guiado pelo mercado em estágios mais avançados de desenvolvimento. Este estudo tem implicações importantes no entendimento da conectividade de clusters, do papel da governança para o crescimento e melhoria de clusters e das estratégias efetivas de catch-up para economias emergentes.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/143931
Arquivos Descrição Formato
000998235.pdf (2.332Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.