Repositório Digital

A- A A+

Ki-67, TGF-ß e elastina no comportamento e prognóstico de queilite actinia e carcinoma espinocelular de lábio

.

Ki-67, TGF-ß e elastina no comportamento e prognóstico de queilite actinia e carcinoma espinocelular de lábio

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Ki-67, TGF-ß e elastina no comportamento e prognóstico de queilite actinia e carcinoma espinocelular de lábio
Outro título Content of Ki-67 and TGF-β1, but no Elastin, is significantly altered in the lip carcinogenesis and associated to behavior of Actinic Cheilitis and Lip Squamous Cell Carcinoma
Autor Silva, Gabriela Salvadori da
Orientador Martins, Manoela Domingues
Data 2013
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia. Curso de Odontologia.
Assunto Carcinoma bucal
Doenças da boca
Patologia bucal
Resumo As alterações epiteliais observadas nas queilites actínicas (QA) e carcinomas espinocelulares (CEC) de lábio vem sendo estudadas por meio de diferentes marcadores, a fim de observar os fatores de diagnóstico e prognóstico para ambas as lesões. O objetivo do presente estudo foi analisar a imunomarcação do Ki-67, TGF- β1 e elastina nas QA e CEC de lábio, com o intuito de verificar um possível papel destas proteínas na carcinogênese labial, bem como correlacioná-los com fatores de risco, graduação histológica e acompanhamento dos pacientes. Foram coletados dados sobre características demográficas, fatores de risco, aspectos clínicos, tratamento e evolução de 29 casos de QA e 53 casos de CEC de lábio. As QA foram classificados de acordo com a OMS e os CEC de lábio de acordo com Bryne et al. As imunomarcações para Ki-67, TGF-β1 e elastina foram analisadas quantitativa ou semi-quantitativamente. Os dados foram analisados pelo teste do qui-quadrado, teste exato de Fisher e análise de regressão logística . A QA mostrou aumento de células positivas para o Ki -67 conjuntamente com o aumento do grau de displasia epitelial (p<0,01). Observou-se uma correlação significativa entre o Ki-67 com o consumo de tabaco (p < 0,05), graduação histopatológica (p<0,01) e evolução (p=0,01). Nos casos de CEC de lábio houve associação entre maior número de células Ki-67 positivas com a recidiva do tumor (p<0,01). Correlação significativa entre Ki-67 com o consumo de tabaco (p=0,009), graduação histopatológica (p<0,01) e recidiva do tumor (p<0,01) também foi observada. A QA mostrou imunomarcação para o TGF-β1 em ambos os tecidos (parênquima e estroma), e uma correlação inversa foi observada com o Ki-67 e o grau de displasia epitelial (p<0,01). O CEC de lábio mostrou imunomarcação inversa em relação ao TGF-β1 e a graduação histopatológica do tumor (p<0,01). Quanto à expressão de elastina, todos os casos de QA demonstraram uma organização das fibras elásticas como massa difusa e compacta. Observou-se uma correlação significativa entre o grau de elastina com a exposição ao sol (p<0,01). No CEC de lábio a elastose foi mais fina e interrompida quando comparado com as QA, e esta diferença no padrão de imunomarcação elastina foi estatisticamente significativa entre os grupos (p<0,01). Em conclusão, os resultados deste estudo indicam que o alterações no perfil de Ki-67 e TGF-β1 contribuem para a carcinogênese labial. Além disso, a elastina reflete as alterações da matriz extracelular em QA e CEC de lábio.
Abstract Epithelial changes observed in actinic cheilitis (AC) and lip squamous cell carcinoma (LSCC) have been studied using different markers in order to observe diagnostic and prognostic factors for both lesions. The aim of the present study was to analyze the immunostaining of Ki-67, TGF-β1 and elastin in AC and LSCC, in order to verify a possible role of these proteins in lip carcinogenesis, as well as correlate them with risk factors, histological graduation and patient follow-up. Data were collected regarding demographic features, risk factors, clinical aspects, treatment and outcome in 29 cases of AC and 53 cases of LSCC. AC were classified according to WHO and LSCC according to Bryne et al. The immunostainings for Ki-67, TGF-β1 and elastin were analyzed quantitative and semi-quantitative. Data were analyzed by chi-square, Fisher’s Exact Test and logistic regression analysis. The AC showed higher positive cells for Ki-67 with increase of epithelial dysplasia (p<0.01). A significant correlation between Ki-67 with tobacco consumption (p<0.05), histopathological graduation (p<0.01) and evolution (p=0.01) was observed. The LSCC exhibited an increase in the percentage of Ki-67 positive cells associated with worse tumor graduation (p<0.01). A significant correlation between Ki-67 with tobacco consumption (p=0.009), histopathological graduation (p<0.01) and tumor recurrence (p<0.01) also was observed. The AC showed immunolabeling for TGF-β1 in both epithelial (parenchyma) and stromal tissues, but an inverse correlation was observed with Ki-67 positive and degree of epithelial dysplasia (p<0.01). The LSCC showed that epithelial and stromal TGF-β1 labeling was reversed to tumor histopathological graduation (p<0.01). Regarding expression of elastin, all AC cases demonstrated an organization of elastic fibers as diffuse and compact mass. A significant correlation between elastin grade with sun exposure was observed (p<0.01). The elastosis in LSCC was thinner and discontinued when compared to AC, and this difference in elastin immunolabeling pattern was statistically significant between the groups (p<0.01). In conclusion, the results of this study indicate that altered content of Ki-67 and TGF-β1 contributes to lip carcinogenesis. Furthermore, elastin reflects the alterations of ECM in AC and LSCC.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/144042
Arquivos Descrição Formato
000938007.pdf (1.250Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.