Repositório Digital

A- A A+

Violência contra pessoas idosas : narrativas de agressores

.

Violência contra pessoas idosas : narrativas de agressores

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Violência contra pessoas idosas : narrativas de agressores
Autor Bohm, Verônica
Orientador Doll, Johannes
Data 2016
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação.
Assunto Idoso
Violência
[en] Aggressors
[en] Care network
[en] Education
[en] Elderly
[en] Violence
Resumo A história mostra que a violência contra velhos não é um problema recente na sociedade. Em diversas culturas, por muitas gerações, os comportamentos violentos contra os velhos vêm se repetindo. Nos últimos anos, percebe-se movimentos da sociedade para fazer frente à esta problemática. Leis são elaboradas, manuais de enfrentamento são disponibilizados, mas ainda insuficientes para dar conta do sofrimento das famílias envolvidas nesse tipo de violência. Autores como Foucault, Elias e Scotson e Faleiros foram alguns dos consultados para dar suporte teórico ao trabalho de campo e, posterior análise. Ciente da complexidade desta questão, esta tese se propôs a ouvir os agressores, por entender que todos os lados devem ter a possibilidade de falar. Os estudos sobre violência até então têm pesquisado basicamente esta questão a partir das vítimas, ou de dados registrados em serviços públicos que servem de porta de entrada para que as denúncias ocorram. Assim, o objetivo principal desta pesquisa é analisar os fatores que conduziram à violência contra as pessoas idosas através da perspectiva dos agressores, a fim de elaborar uma discussão que subsidie intervenções educativas no campo da violência. Para tal, tem-se como objetivos específicos a) conhecer as histórias da vida dos agressores de idosos; b) identificar os possíveis gatilhos que desencadearam as agressões; c) compreender os aspectos estruturais que possam ter relações com a prática da violência e d) oferecer elementos para intervenções educativas no campo da violência. Partindo dos objetivos propostos, optou-se por uma pesquisa exploratória, de caráter qualitativo, onde, através de narrativas, teve-se maior aproximação com as histórias das pessoas envolvidas. A amostra foi constituída por conveniência, sendo 5 mulheres e 3 homens, todos filhos, exceto um que era marido. Os resultados analisados a partir da Análise de Conteúdo proposta por Moraes foram organizados em duas grandes categorias, a saber: Multidimensionalidade da violência, subdividida em "Construção das relações familiares", "Consumo de drogas ilícitas e álcool" e "Desemprego", e a segunda categoria, nomeada de "Mecanismos Sociais de Atenção à Violência". Através do estudo, constatou-se que a maioria dos agressores é familiar muito próximo dos idosos, geralmente filhos e netos que, em geral, carregam as lembranças de terem sido vítimas de violência em outras fases das suas vidas. Os gatilhos para que a violência aconteça estão relacionados à desestrutura familiar, ao desemprego e ao consumo abusivo de álcool e/ou outros drogas ilícitas.Também identificou-se uma atuação precária dos mecanismos sociais de proteção aos idosos, que não conseguem garantir a segurança dos velhos. Além disso, ficam lacunas na prestação de um serviço realmente efetivo em decorrência de inúmeros fatores, mesmo quando contando com técnicos que possuam desejo para tal. Os resultados encontrados apontam para a complexidade da violência contra velhos, caracterizando-se como um processo multidimensional, no qual não é possível identificar uma única causa como geradora do evento. Alguns caminhos são apontados para minimizar as ocorrências. Desbanalizar a violência psicológica pode ser um caminho, uma vez que ela foi identificada como uma prática de menor gravidade pelos agressores. A reestruturação da rede de atenção, reestabelecendo os canais de comunicação entre as instituições, afim de agilizar as ações, dar suporte aos técnicos e evitar que novas violências sejam cometidas contra os velhos pode estar no percurso da proteção. Também sugere-se a urgência de repensar os currículos escolares nos diferentes níveis da educação formal, desde a pré-escola até os níveis universitários, para desenvolver relações intergeracionais positivas, que, certamente, será uma importante contribuição no âmbito da prevenção. Sabe-se que a tese trouxe contribuições para compreender o complexo processo da violência, mas também sinaliza para a necessidade de novas pesquisas paralelas a ações efetivas que mostrem para a sociedade que efetivamente se tem buscado fazer a diferença.
Abstract History shows us that the violence against old people is not a recent problem in the society. In several cultures, for many generations, the violent behavior against elderly has been repeated. In the last few years, a shift of behavior in society have been noticed in response to this problem. New laws are created, coping guides are shared, but these movements are insufficient to face the suffering of the families involved in this kind of violence. Foucault, Elias and Scotson and Faleiros were some of the authors referred to give theoretical support to the field research and subsequent analysis. Aware of the complexity of this subject, this thesis allowed the aggressors to be heard, understanding that all sides of the violence should be able to speak. Up to now, the studies about violence basically researched this issue from the victim's view or based on data recorded in public services that work as gateways of complaints registration. Thus, the main objective of this research is to analyze the factors that led to the violence against elderly from the aggressor's view, in order to organize a discussion to feed educational operations on the field of violence. To this purpose, it has as specific objectives: a) get to know the history of life of the old people’s aggressors; b) identify the possible triggers that cause aggressions; c) understand the structural aspects that could be related to the practice of violence; d) provide some elements for educational interventions in the field of violence. Based on the proposed objectives, it's been opted for an exploratory research, of qualitative character, where through the narratives it was possible to become closer to the stories of the involved people. The sample has been created by convenience, constituted by 5 women and 3 men all of them sons and daughters excluding one that was husband. The results analyzed from the Analysis of Content proposed by Moraes were organized into two big categories, namely: Multidimensionality of violence, subdivided into "Construction of family relationships", "Consumption of illicit drugs and alcohol" and "unemployment", and the second category named "Social Mechanisms of Attention to Violence". Through the study it was evidenced that most of the aggressors were a very close relative of the elderly, usually children and grandchildren who generally carry the memories of having been victims of violence in other phases of their lives. The triggers to violence are related to family dysfunction, unemployment and abusive consumption of alcohol and / or other illicit drugs. Also it has been identified a precarious actuation of the social mechanisms of protection of the elderly, which aren’t able to guarantee the security of the old people. In addition it keeps some gaps in rendering effective services due to numerous factors, even when it counts on technicians who have the desire to do so. The found results lead to the complexity of the violence against elderly and it is characterized as a multidimensional process without a single cause as event generator. Some paths are pointed to minimize occurrences. Considering the psychological violence could be a way, since the aggressors identified it as a minor severity practice. Restructuring the network of care, restoring the communication channels between the institutions in order to make the actions more efficient, give support to the technicians and prevent further violence being committed against the elderly could be in the protection route. The urgency to rethink the school curricula at all levels of formal education is suggested, from the pre-school to university levels, to develop positive intergenerational relations, which certainly will be an important contribution for the range of prevention. It is known that the thesis brought contributions to understand the complex process of violence, but also points to the need of further researches and effective actions, that shows to the society that it has tried to effectively make the difference.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/144072
Arquivos Descrição Formato
000998372.pdf (1.558Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.