Repositório Digital

A- A A+

A mudança de escala na mobilização dos atingidos por barragens

.

A mudança de escala na mobilização dos atingidos por barragens

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título A mudança de escala na mobilização dos atingidos por barragens
Autor Oliveira, Gerson de Lima
Orientador Silva, Marcelo Kunrath
Data 2016
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Sociologia.
Assunto Mobilização
Movimentos sociais
[en] Causal mechanisms
[en] Interpretative frames
[en] Justifications
[en] Scale shift
[en] Social mobilization
[en] Social movements
[es] Cambio de escala
[es] Justificaciones
[es] Marcos interpretativos
[es] Mecanismos causales
[es] Movilización social
[es] Movimientos sociales
Resumo A mobilização e organização dos movimentos sociais é uma discussão clássica no âmbito das ciências sociais. Entretanto, boa parte da literatura dá maior ênfase à análise dos elementos “materiais” da mobilização ou os analisa de forma separada a seus elementos “simbólicos”, não raro dando menor ênfase a estes. Quando a análise das duas dimensões se faz presente, outro problema comum é a apresentação de descrições importantes sobre a história e características dos movimentos sociais, mas com pouca atenção aos elementos explicativos de como a mobilização e a organização se estruturam e se sustentam. Com o objetivo de realizar uma pesquisa cujo foco esteja nas causas da sustentação e ampliação da mobilização, valemos-nos do conceito de mudança de escala para explorar o que aqui denominamos expansão organizativa e amplificação simbólica como mecanismos causais que possibilitam a um movimento social sustentar-se e ampliar sua mobilização. Para tanto, foi realizada uma pesquisa sobre a mudança de escala na mobilização das populações atingidas por barragens na bacia do rio Uruguai e sua expansão para as demais regiões do país possibilitada pela fundação do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB). Ancorada na noção de causalidade preconizada pelo realismo crítico, procuramos responder à seguinte questão de pesquisa: como se dá a transformação de um determinado movimento social envolvido em conflitos pontuais em um ator de maior alcance, imbuído de objetivos, pautas e bandeiras políticas diversas? Para tanto, exploramos os mecanismos da expansão organizacional e, sobretudo, da amplificação simbólica para explicar como os atingidos por barragens enquadram o problema social que os atinge e produzem sensos de justiça e justificações para sua mobilização.
Resumen La movilización y organización de los movimientos sociales és una discusión clásica en las ciencias sociales. Sin embargo, parte da literatura le dá más énfasis al análisis de los elementos “materiales” da movilización o los analisa de manera apartada a sus elementos “simbólicos”, a menudo dandole menor énfasis. Cuando el análisis de sus dimensiones se hace presente, otro problema recurrente és la presentación de descripciones importantes sobre la história y características de los movimientos sociales, pero dandole poca atención a los elementos explicativos de como la movilización y la organización se estructuram y se sostienen. Con el reto de realizar una investigación cuya atención estea en las causas del sostenimiento y extensión de la movilización, utilizamos el concepto de cambio de escala para explorar a lo que aqui decimos extensión organizativa y amplificación simbólica como mecanismos causales que posibilitan a un movimiento social sostenerse y extender su movilización. Así, fue realizada una investigación sobre el cambio de escala em la movilización de las poblaciones afectadas por represas em la región brasileña del río Uruguay y su expansión a otras regiones del país possibilitada por la fundación del Movimento dos Atingidos por Barragens – MAB (Movimiento de los Afectados por Represas). Basada em la idea de causalidad desarrollada por los autores del realismo crítico, buscamos responder a la seguiente cuestión de investigación: como ocurre la transformación de un determinado movimiento social involucrado en conflictos pontuales en un actor de mayor alcance, cuyos objetivos y banderas políticas se diversifican? Para tanto, exploramos los mecanismos de la expansión organizacional y, sobretodo, da la amplificación simbólica para explicar como los afectados por represas enmarcan el problema social que os afecta y como producen sentidos de justicia y justificaciones para sua movilización.
Abstract The mobilization and organization of social movements is a classic debate in the field of social sciences. However, much of its literature places greater emphasis on the analysis of “material” elements of the mobilization or instead analyze its “symbolic” elements separately, not infrequently conceding only minor emphasis to the latter. When the analysis of both dimensions takes place, another usual problem is the rendition of relevant descriptions on the history and characteristics of the social movements, nevertheless with scarce consideration to the explicative elements on how the mobilization and the organization are structured and sustained. Aiming to conduct research which focuses on the causes of the sustaining and enlargement of the mobilization, we had recourse to the concept of scale shift to explore what we name organizational expansion and symbolic amplification as causal mechanisms which enables a social movement to sustain itself and to enlarge its mobilization. To do so, we carried out a research study on the scale shift in the mobilization of the population affected by dams on the Uruguay River basin and its expansion to further regions of the country by means of the founding of the Movimento dos atingidos por Barragens – MAB – (Movement of People Affected by Dams). Anchored in the notion of causality professed by critical realism, we sought to answer the following research question: how does a given social movement concerned with specific conflicts transforms itself into a player of greater reach, imbued with dissimilar objectives, agendas and policies? Therefore, we inquired into the mechanisms of the organizational expansion and especially of the symbolic amplification to explain how those affected by dams frame the social problem that impacts them and develop senses of justice and justifications for their mobilization.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/144105
Arquivos Descrição Formato
000998294.pdf (5.915Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.