Repositório Digital

A- A A+

Compostos bioativos e capacidade antioxidante de araçás (Psidium Cattleianum Sabine) morfotipo amarelo e vermelho cultivados no Rio Grande do Sul

.

Compostos bioativos e capacidade antioxidante de araçás (Psidium Cattleianum Sabine) morfotipo amarelo e vermelho cultivados no Rio Grande do Sul

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Compostos bioativos e capacidade antioxidante de araçás (Psidium Cattleianum Sabine) morfotipo amarelo e vermelho cultivados no Rio Grande do Sul
Autor Possa, Jucelaine
Orientador Silva, Vanuska Lima da
Co-orientador Kirsten, Vanessa Ramos
Data 2016
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Curso de Nutrição.
Assunto Atividade antioxidante
Compostos fenólicos
Flavonoides
[en] Antioxidant activity
[en] Flavonoids
[en] Phenolics
[en] Psidium cattleianum sabine
[en] Strawberry guava fruit
Resumo O araçá (Psidium cattleianum Sabine) faz parte da família Myrtaceae, que é composta por cerca de 3.800 espécies e 130 gêneros. É uma fruta natural do Rio Grande do Sul, sendo sua espécie heliófita e seletiva higrófita. A espécie pode ser dividida em dois morfotipos, que denominam-se araçá amarelo e araçá vermelho. Possui as características de fruta de mesa, podendo ser consumido in natura ou utilizado pela indústria, com alta umidade, teor satisfatório de açúcar, alto conteúdo de vitamina C, podendo ser maior do que de frutos cítricos, possui também muitos minerais e fibras, além de ser rico em compostos fenólicos que são positivamente correlacionados com a atividade antioxidante. O objetivo deste trabalho foi determinar os teores de compostos flavonóides totais, fenólicos totais e a atividade antioxidante em genótipos de araçá amarelo cultivados em Pelotas/RS e araçá vermelho cultivados em Antônio Prado/RS, com a finalidade de conhecer melhor sua composição química, incentivando sua produção e consumo, visando a conservação da flora nativa brasileira. Qualitativamente foi realizada a análise de CCD para visualizar a presença de fenólicos e terpenos. Quantitativamente foram realizadas as análises de compostos flavonóides totais por quercetina, de compostos fenólicos totais com reagente Folin-Ciocalteau e a atividade antioxidante por radical estável DPPH. O teor de flavonóides encontrado foi de 1,89 ± 0,93 e 3,33 ± 0,32 mg EQ/g de extrato, já o conteúdo de fenólicos totais foram de 67,48 ± 4,73 e 75,68 ± 0,31 mg EAG/g de extrato e a atividade antioxidante para CE50 foi de 393,60 e 363,24 μg EQ/mL de extrato, respectivamente de araçá amarelo e araçá vermelho. Os resultados apontaram o araçá vermelho sendo o mais promissor quanto a presença de compostos bioativos, do que o araçá amarelo. Com base neste estudo, conclui-se que o araçá é uma boa fonte de compostos bioativos, podendo ser incluída na alimentação regional pelo seu efeito protetor ao organismo ou na forma de extrato na indústria, visando utilizar substâncias eficazes e seguras, diminuindo o uso de ingredientes artificiais.
Abstract The strawberry guava fruit (Psidium cattleianum Sabine) is part of the Myrtaceae family, which consists of about 3,800 species and 130 genera. Its origins comes from Rio Grande do Sul, being its heliophytic species and hygrophytes selective. The species can be divided into two morphotypes that are called yellow and red guava. It has natural characteristics which allow either be eaten raw or be used by industry, with high humidity, good sugar content and high amount of vitamin C, it can be better than citrus fruit, also contains plenty of minerals and fiber, as well to be rich in phenolic compounds that are positively correlated with antioxidant activity. This study was aimed to determine the contents of total flavonoid compounds, phenolic compounds and antioxidant activity in genotypes yellow strawberry guava fruit in Pelotas/RS and red guava strawberry fruit in Antonio Prado/RS, in order to better understanding its chemical composition, encouraging production and consumption, to promote the conservation of the Brazilian native flora. Qualitatively the TLC analysis was performed to visualize the presence of phenolic and terpene. Quantitatively they were carried out analysis of compounds by total flavonoids quercetin, total phenolic compounds with Folin-Ciocalteu reagent and antioxidant activity of stable radical DPPH. The flavonoid content was found to be 1,89 ± 0,93 and 3,33 ± 0,32 mg EQ/g extract, since the content of total phenolics were 67,48 ± 4,73 and 75,68 ± 0,31 mg GAE/g extract and the antioxidant activity for EC50 was 393,60 and 363,24 ug EQ/mL extract, respectively yellow and red strawberry guava fruit. The results showed as red guava strawberry fruit is more promising for the presence of bioactive compounds, than yellow guava strawberry fruit. Based on the study, it is concluded that the guava is a good source of bioactive compounds and should be included in the balanced diet for its protective effect to the body or in the form of extract in the industry, aiming to use safe and effective substances, reducing the use of artificial ingredients.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/144320
Arquivos Descrição Formato
000998766.pdf (1.015Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.