Repositório Digital

A- A A+

Da organização à frente única : a repercussão da ação política do Partido Comunista do Brasil no Movimento Operário Gaúcho (1927-1930)

.

Da organização à frente única : a repercussão da ação política do Partido Comunista do Brasil no Movimento Operário Gaúcho (1927-1930)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Da organização à frente única : a repercussão da ação política do Partido Comunista do Brasil no Movimento Operário Gaúcho (1927-1930)
Autor Peixoto, Artur Duarte
Orientador Petersen, Sílvia Regina Ferraz
Data 2006
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em História.
Assunto Comunismo
Democracia
História do Rio Grande do Sul
História política
Militancia politica
Movimento operário
Partido Comunista do Brasil. (1922-1960)
Rio Grande do Sul : Aspectos políticos
[en] Communist party
[en] Communists
[en] Workers movements
Resumo Após alguns anos em situação precária, em 1927 o Partido Comunista do Brasil tem sua estrutura partidária organizada no Rio Grande do Sul. O cenário político mais geral do país de arrefecimento da repressão sobre as organizações da classe trabalhadora contribuiu de maneira decisiva para a estruturação comunista no estado. Entretanto, tal conjuntura durou apenas alguns meses e, no mesmo ano, a perseguição policial voltou a atingir os trabalhadores e suas associações, prejudicando novamente a atuação do Partido. Paralelamente à estruturação partidária, os comunistas no Rio Grande do Sul estavam envolvidos em um processo de divergências internas que, juntamente com o retorno à ilegalidade, impediam que o Partido Comunista do Brasil obtivesse um crescimento sólido no estado. Situação que começaria a mudar no início de 1929 quando, após a chegada de uma nova geração de militantes e a execução de um planejamento com vistas a obter maior atuação entre os sindicatos, conseguiu crescer de maneira expressiva. No entanto, esse avanço foi interrompido por uma onda de repressão policial instalada em 1930 alguns meses antes do movimento de outubro. Nesse sentido, o objetivo da dissertação é verificar a repercussão da ação política do Partido Comunista do Brasil no movimento operário e sindical gaúcho.
Abstract After some years living in precarious conditions, in 1927 Communist Party has its own framing organized in Rio Grande do Sul. The political scenery characterized by moderate repression on workers decisively contributed to communist structuring in the state. Meanwhile, such political context lasted only a few months and in the same year police has come back to persecute workers and their unions, affecting the party’s activities again. Together with party structuring, communists in Rio Grande do Sul were involved in a process of internal divergencies which, in addition to return to illegality, hindered Communist Party to successfully develop in the state. This situation began to change in early 1929 when, after the emergence of a new generation of militants and the planning to increase unions’s actions, the party succeeded in growing more significantly. However, this progress was interrupted by a wave of police repression in 1930, some months before October movement. In this sense, the purpose of this paper is to study the repercussions of political actions of Communist Party in Brazil in Southern workers and unions movements.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/14698
Arquivos Descrição Formato
000667334.pdf (1.137Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.