Repositório Digital

A- A A+

Avaliação da saúde bucal de pacientes diabéticos e ão diabéticos internados no Hospital de Clínicas de Porto Alegre : experiência de cárie e perda dentária

.

Avaliação da saúde bucal de pacientes diabéticos e ão diabéticos internados no Hospital de Clínicas de Porto Alegre : experiência de cárie e perda dentária

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação da saúde bucal de pacientes diabéticos e ão diabéticos internados no Hospital de Clínicas de Porto Alegre : experiência de cárie e perda dentária
Outro título Oral health assessment of diabetic and non-diabetic patients admitted in Hospital de Clinicas de Porto Alegre : dental caries experience and tooth loss
Autor Stoffels, Danielle
Orientador Weidlich, Patrícia
Data 2016
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Odontologia. Curso de Odontologia.
Assunto Cárie dentária
Diabetes mellitus
Perda dentária
Periodontia : Doencas
[en] Dental caries
[en] Diabetes mellitus
[en] Periodontal diseases
[en] Tooth loss
Resumo O diabetes mellitus é um fator de risco para doenças periodontais e muitos estudos mostram que diabéticos tem maior prevalência, extensão e severidade de doença periodontal. Além da pior saúde periodontal, a literatura apresenta dados que relacionam diabéticos a um maior número de dentes perdidos e maiores médias de CPOD em relação a indivíduos não diabéticos. Os objetivos deste estudo são descrever a prevalência de perda dentária e a experiência passada de cárie de pacientes diabéticos e não diabéticos internados no Hospital de Clínicas de Porto Alegre. Trata-se de um estudo transversal no qual foram incluídos 169 pacientes internados nas enfermarias clínicas do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). Entrevista para coleta de informações sobre dados pessoais, sociodemográficos, hábitos e história odontológica foi realizada previamente a exame periodontal completo em seis sítios de todos os dentes presentes, exceto terceiros molares. O diagnóstico de diabetes foi dado pelo exame de hemoglobina glicada e pelo uso de medicações para o diabetes a partir de registro no prontuário. Os dados foram analisados comparando-se pacientes diabéticos e não diabéticos, para os desfechos perda dentária e CPOD. Em relação aos dados periodontais dos pacientes, não foi encontrada diferença significativa entre os grupos para Índice de placa visível (IPV), Índice de sangramento gengival (ISG), Fator retentivo de placa (FR), Sangramento à sondagem (SS), Profundidade de sondagem (PS) e Perda de inserção (PI). Indivíduos diabéticos tiveram em média 18,14 ± 7,5 dentes perdidos, enquanto que os pacientes não diabéticos tinham em média 16,21 ± 7,47 dentes ausentes (p<0,001) na análise ajustada para idade. Da mesma forma, os pacientes com diagnóstico de diabetes apresentaram médias ajustadas de CPOD significativamente maiores (80,7 ± 24) em relação aos pacientes não diabéticos (72,9 ± 23,9) (p<0,001). Conclui-se que a saúde bucal dos pacientes internados avaliados até o momento é deficiente, sendo a perda dentária altamente prevalente e extensa nestes indivíduos.
Abstract Diabetes mellitus is a risk factor for periodontal disease and many studies show that diabetic patients have a higher prevalence, extent and severity of periodontal disease. Besides the worst periodontal health, literature presents data association the presence of diabetes to higher extent of tooth loss and higher DMFT compared to non-diabetic individuals. The objectives of this study are (1) to describe the prevalence of tooth loss and (2) to describe the past experience of caries in diabetic and nondiabetic patients admitted to the Hospital de Clinicas de Porto Alegre. This is a cross-sectional study which included 169 patients admitted to the medical wards of the Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA). Interview to collect information on personal data, sociodemographic, habits and dental history was performed, followed by a complete periodontal examination at six sites of all teeth present except third molars. The diagnosis of diabetes considered present glycated hemoglobin levels and the use of medications for diabetes. Data were analyzed by comparing diabetic and non-diabetic patients for tooth loss and DMFT outcomes. Regarding the periodontal parameters, there was no significant difference between groups for Visible plaque index (VPI), Gingival bleeding index (GBI), Retentive plaque factor (RF), Bleeding on probing (BOP), Probing depth (PD) and Alveolar bone loss (AL). Diabetic patients had a mean number of 18.14 ± 7.5 missing teeth, whereas nondiabetic patients had a mean number of 16.21 ± 7.47 missing teeth (p <0.001), after adjusted for age. Similarly, patients diagnosed with diabetes had significantly higher adjusted mean for DMFT (80.7 ± 24) compared to non-diabetic patients (72.9 ± 23.9) (p <0.001). We conclude that oral health of hospitalized patients evaluated to date is poor, and tooth loss is highly prevalent and extensive in these individuals.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/147233
Arquivos Descrição Formato
000999596.pdf (521.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.