Repositório Digital

A- A A+

Implementação da presença de acompanhantes durante a internação para o parto : dados da pesquisa nacional Nascer no Brasil

.

Implementação da presença de acompanhantes durante a internação para o parto : dados da pesquisa nacional Nascer no Brasil

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Implementação da presença de acompanhantes durante a internação para o parto : dados da pesquisa nacional Nascer no Brasil
Outro título Implementation of the presence of companions during hospital admission for childbirth : data from the Birth in Brazil national survey
Outro título Implementación de la presencia de acompañantes durante el internamiento para el parto : datos de la encuesta nacional Nacer en Brasil
Autor Diniz, Carmen Simone Grilo
D'Orsi, Eleonora
Domingues, Rosa Maria Soares Madeira
Torres, Jacqueline Alves
Dias, Marcos Augusto Bastos
Schneck, Camilla Alexsandra
Lansky, Sônia
Teixeira, Neuma Zamariano Fanaia
Rance, Susanna
Sandall, Jane
Resumo As evidências sobre os benefícios do apoio contínuo durante o parto levou à recomendação de que este apoio deve ser oferecido a todas as mulheres. No Brasil, ele é garantido por lei desde 2005, mas os dados sobre a sua implementação são escassos. Nosso objetivo foi estimar a frequência e fatores sociodemográficos, obstétricos e institucionais associados à presença de acompanhantes durante o parto na pesquisa Nascer no Brasil. Foi feita análise estatística descritiva para a caracterização dos acompanhantes (em diferentes momentos do tempo da internação), fatores maternos e institucionais; as associações foram investigadas em modelos bi e multivariada. Vimos que 24,5% das mulheres não tiveram acompanhante algum, 18,8% tinham companhia contínua, 56,7% tiveram acompanhamento parcial. Preditores independentes de não ter algum, ou parcial, foram: menor renda e escolaridade, cor parda da pele, usar o setor público, multiparidade e parto vaginal. A implementação do acompanhante foi associada com ambiência adequada e regras institucionais claras sobre os direitos das mulheres ao acompanhante.
Abstract Robust evidence of the benefits of continuous support during childbirth led to the recommendation that it should be offered for all women. In Brazil, it has been guaranteed by law since 2005, but scarce data on implementation is available. We aimed to estimate the frequency and associated socio-demographic, obstetric and institutional predictors of women having companionship during childbirth in the Birth in Brazil survey. Descriptive statistical analysis was done for the characterization of companions (at different moments of hospital stay), maternal and institutional factors; associations were investigated in bivariate and multivariate models. We found that 24.5% of women had no companion at all, 18.8% had continuous companionship and 56.7% had partial companionship. Independent predictors of having no or partial companionship at birth were: lower income and education, brown color of skin, using the public sector, multiparity, and vaginal delivery. Implementation of companionship was associated with having an appropriate environment, and clear institution al rules about women’s rights to companionship.
Resumen La evidencia de los beneficios del apoyo continuo durante el parto llevó a la recomendación de que fuera ofrecido a todas las mujeres. En Brasil, se les garantiza a las mujeres por ley desde 2005, pero hay escasos datos sobre su aplicación. El objetivo fue estimar la frecuencia y factores asociados (socio-demográficas, obstétricos e institucionales) de las mujeres que tienen acompañantes durante el parto en la encuesta Nacer en Brasil. Una vez realizado el análisis estadístico descriptivo para la caracterización de los acompañantes (en diferentes momentos del parto), factores maternos e institucionales; las asociaciones investigaron los modelos bivariados y multivariados. El 24,5% de las mujeres no tenía ningún acompañante, el 18,7% tenían acompañantes continuos y el 56,7% los tenía parcialmente. Predictores independientes de no tener acompañantes o tenerlos parcialmente fueron: bajos ingresos y educación, color moreno de piel, usar el sector público de sanidad, la multiparidad y el parto vaginal. La implementación de acompañantes se asoció con un ambiente adecuado, y normas institucionales claras sobre los derechos de las mujeres al acompañante.
Contido em Cadernos de saúde pública. Rio de Janeiro. Vol. 30, supl (2014), p. S140-S153
Assunto Acompanhantes de pacientes
Parto
Saúde materno-infantil
Tocologia
[en] Maternal and child health
[en] Medical chaperones
[en] Midwifery
[en] Parturition
[es] Chaperones médicos
[es] Parto
[es] Salud Materno-infantil
[es] Tocología
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/147308
Arquivos Descrição Formato
000993565.pdf (224.2Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.