Repositório Digital

A- A A+

Os desafios e as oportunidades da União Africana

.

Os desafios e as oportunidades da União Africana

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Os desafios e as oportunidades da União Africana
Autor Viana, Genivone Etmy Sequeira
Orientador Haffner, Jacqueline Angélica Hernández
Data 2012
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Curso de Relações Internacionais.
Assunto África
Blocos econômicos
Desenvolvimento econômico
Integração regional
Relações internacionais
Segurança internacional
União Africana
[en] African union
[en] Development
[en] Regional integration
Resumo A partir do fim da Guerra Fria torna-se fundamental entender a estratégia dos países para sobreviver não mais à guerra bélica, mas sim à guerra econômica. A partir de então proliferaram vários blocos econômicos. A formação destes se insere dentro de uma estratégia maior de busca pelo desenvolvimento, sobretudo no que se refere aos ditos países periféricos. Nesse sentido, União Africana teria sido criada com o intuito de não só colocar a África no panorama econômico mundial, preenchendo uma lacuna deixada pela antiga antecessora Organização da Unidade Africana, bem como resolver os problemas sociais, políticos e econômicos enfrentados pelo continente negro, problemas essas agravados pelo fenômeno da globalização. O Ato Constitutivo da União Africana elenca uma serie de objetivos que a mesma propôs alcançar. O objetivo do trabalho é, portanto, à luz dos desafios e das oportunidades vivenciadas pelo continente negro analisar em que medida esta organização tem sido capaz desde a sua fundação de fazer frente aos problemas sociais, econômicos e políticos dos seus Estados-membros. A despeito do resultado obtido até então é preciso, não obstante, levar em consideração, fatos do passado histórico do continente que ainda repercutem de forma negativa na realidade socioeconômica do continente Africano.
Abstract From the end of the Cold War, understanding the strategies of countries to survive not a military war anymore, but an economic war, has become a primordial thing. Ever since, many economic blocs have appeared. Their establishments are inserted in a major strategy for the pursuit of development, especially in the case of the “peripheral countries”. In this regard, the African Union would have been created with not only the intention of setting Africa in the world economic scenery – filling the gap left by its predecessor, the Organisation of African Unity – but as well with the intention of solving social, political and economic issues faced by the black continent, issues which have grown due to globalization phenomenon. The Constitutive Act of the African Union established a series of goals which the bloc intended to reach. The purpose of this paper is therefore to examine, under the light of challenges and opportunities faced by the black continent, how the AU has been able to fight the social, political and economic problems of its member States since its foundation. Despite the results obtained so far, it is necessary to take in consideration facts of the recent past of the continent that still echo in a negative way on the socioeconomic reality of Africa.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/147372
Arquivos Descrição Formato
000879338.pdf (919.3Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.