Repositório Digital

A- A A+

Ensaios em macrofinanças e economia regional

.

Ensaios em macrofinanças e economia regional

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Ensaios em macrofinanças e economia regional
Autor Caldas, Bruno Breyer
Orientador Caldeira, João Frois
Data 2016
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Economia.
Assunto Brasil
Economia regional
Inflação
Política monetária
Rio Grande do Sul
Safra
Soja
[en] Crop failure
[en] Inflationg targeting
[en] Input-output matrix
[en] Monetary policy
[en] Pairs trading
[en] Statistical arbitrage
Resumo Esta tese é composta por três ensaios relacionados a macrofinanças e economia regional. O primeiro artigo analisa a lucratividade de portfólios de pairs trading auto-financiados para os mercados acionários Brasileiro, Europeu e Americano utilizando duas metodologias diferentes de seleção de pares: os métodos da distância e cointegração. Uma comparação ampla das metodologias de pairs trading, com uma base de dados grande de diferentes mercados é capaz de elucidar os principais benefícios e fragilidades de cada método. De modo geral, os resultados mostram que diferentes estruturas de mercado favorecem diferentes estratégias de pairs trading. Mais especificamente, a seleção via cointegração desempenha melhor nos mercados Brasileiro e Europeu, enquanto que o método da distância gera resultados melhores para os Estados Unidos. A melhor estratégia em cada mercado possui um alpha significante com um beta negligenciável. No segundo trabalho analisamos duas questões: (i) a capacidade do Brasil em adotar uma política monetária independente das influências dos juros americanos e (ii) os impactos da política monetária brasileira e dos juros americanos nas expectativas de inflação. Os resultados indicam que, para o período entre 1999 e 2007, existe uma reduzida independência da política monetária brasileira, e que o contágio do Fed Funds rate sobre a taxa Selic ocorre de modo completo. Para o período entre 2002 e 2007, também encontramos que os juros americanos são mais relevantes para a determinação das expectativas de inflação do que a taxa Selic, sendo auxiliado pelo câmbio para controlar as expectativas de inflação. Por outro lado, no período entre 2010 e início de 2015, com a ausência de mudanças no Fed Funds, a Selic se tornou mais independente e reativa, tanto às expectativas de inflação quanto ao hiato do produto. O terceiro artigo consiste em recalcular a MIP para o Rio Grande do Sul e para o Brasil a fim de incluir nas interligações setoriais os efeitos induzidos advindos da renda das famílias. Além disso, calculam-se os geradores de cinco variáveis (a saber: emprego, renda, tributos líquidos arrecadados, valor adicionado e produto), bem como são calculados os índices de Hirschmann-Rasmussen e os índices puros de ligação com o intuito de identificar os setores-chave das economias do Rio Grande do Sul e do Brasil. Posteriormente, utiliza-se dos geradores reestimados pela nova MIP fechada para estimar os impactos das quebras de safra de soja nos anos que ocorreram as maiores perdas tanto de valor quanto de volume na produção da oleaginosa (2004, 2005 e 2012). Os resultados indicam que os geradores do Rio Grande do Sul e do Brasil aumentam consideravelmente após a inclusão do efeito induzido, para todas as variáveis e setores analisados. Já as estimativas de impacto das quebras de safra indicam que as perdas podem chegar a até R$ 8,9 Bilhões para o RS e R$ 12,5 Bilhões para o Brasil em termos de queda na produção.
Abstract This thesis consists of three essays related to financial macroeconomics and regional economics. The first essay analyzes the profitability of self-financing portfolios using pairs trading for the Brazilian, European, and American stock markets using two different pairs selection methodologies: the distance and cointegration methods. A throughout comparison of pairs trading methodologies using large datasets from different markets uncovers the main benefits and drawbacks of each approach. Overall, the results show that different market structures favor different pairs trading strategies. More specifically, the cointegration approach performed better on the Brazilian and European markets, while the distance method delivered better results for the US. The best strategy in each market yields significant alpha with negligible beta. The ability of a country to use monetary policy in order to smooth economic fluctuations and keep inflation in check is crucial in an institutional framework of inflation targeting. Hence, in the second work, we examined two issues: (i) Brazil’s ability to adopt a monetary policy independent from the contagion of the american interest rates and (ii) the impact of the brazilian monetary policy and of the american interest rate on inflation expectations. The results indicate that for the period between 1999 and 2007, there is a reduced independence of the brazilian monetary policy, and that the spillover of the Fed Funds rate over the Selic rate is comprehensive. For the period between 2002 and 2007, we also found that US interest rates are more relevant to the determination of inflation expectations than the Selic rate, being helped by the exchange rate to control inflation expectations. On the other hand, for the period between 2010 and early 2015, with no occurance of changes in the Fed Funds, the Selic became more independent and responsive to inflation expectations as well as to the output gap. The third paper consist of reestimating the Input-Output Matrix for Rio Grande do Sul and Brazil, in order to include in the sectoral linkages the induced effects arising from household income. Also, we estimate the multipliers for five variables (employment, income, net taxes collected, added value and gross product), as well as the Hirschmann-Rasmussen index and the Pure Linkages in order to identify the key-sectors of the Rio Grande do Sul and Brazil’s economy. We also use those multipliers to estimate the impacts of the soybean crop failure in Rio Grande do Sul, in the years with the biggest crop losses in terms of volume (2004, 2005 and 2012). The results indicate that the multipliers increase considerably after the inclusion of the induced effect, for all valiables and sectors. The crop failures indicate that the losses could reach up to R$ 8,9 Billions for RS and R$ 12,5 Billions for Brasil in terms of reduced economic activity.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/147394
Arquivos Descrição Formato
000998473.pdf (963.8Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.