Repositório Digital

A- A A+

Concordância entre classificação das queixas obtidas nas triagens e diagnóstico fonoaudiológico de crianças de 0-12 anos

.

Concordância entre classificação das queixas obtidas nas triagens e diagnóstico fonoaudiológico de crianças de 0-12 anos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Concordância entre classificação das queixas obtidas nas triagens e diagnóstico fonoaudiológico de crianças de 0-12 anos
Outro título Correlation between speech pathology screening and diagnosis of children aged 0-12 years
Autor César, Liane Ribeiro
Reis, Roberta Alvarenga
Stefani, Fabiane Miron
Resumo Objetivo: analisar a concordância entre a classificação das queixas fonoaudiológicas encontradas na triagem com os resultados das avaliações específicas de cada área em uma clínica-escola de Fonoaudiologia no sul do Brasil. Métodos: estudo descritivo, retrospectivo, de corte transversal, a partir de dados secundários, coletados de 133 prontuários das crianças com idade até 12 anos. A classificação das queixas encontradas nas triagens foi comparada com os diagnósticos atribuídos após a avaliação. Foram classificados 3 grupos: Grupo 1 - totalmente em acordo: Quando houve queixas e diagnósticos idênticos em número e classificação; Grupo 2 – Parcialmente em desacordo: Queixas e diagnósticos iguais, mas havendo outros discordando em número ou em área da Fonoaudiologia; e Grupo 3 - Totalmente em desacordo: Quando houvesse discordância entre queixas e diagnósticos, em número e classificação. Resultados: a prevalência foi de 61% para o sexo masculino. A média de idade foi de sete anos e dois meses. Não houve diferença significante entre os valores dos grupos 1 e 2, 47,4% e 46,6% respectivamente. O grupo 3 teve apenas 6%. As queixas que mais foram relatadas na triagem foram classificadas em Motricidade Orofacial (34,9%), Fala (23,1%), Linguagem (13,4%) e Fonologia (8,6%). Os diagnósticos mais encontrados foram: Motricidade Orofacial (39,8%), Fonologia (20,4%), Linguagem (11,8%), Fala (6,5%). A classificação das queixas e diagnósticos que obtiveram maior concordância foram: Fonologia, Motricidade Orofacial, Disfluência e Linguagem. Apresentou maior discordância a queixa de voz. Conclusão: houve concordância entre os resultados da triagem e do diagnóstico, em número e área fonoaudiológica, sendo que a maior foi referente à classificação de queixas e diagnósticos em Motricidade Orofacial.
Abstract Purpose: to analyze the correlation between the classification of speech therapy findings on screening with the results of specific assessments of each area in a speech therapy school clinic in southern Brazil. Methods: a descriptive, retrospective study of the cross-sectional cut from secondary data collected from medical records of 133 children under 12 years old. The complaints classification found during screening were compared with the diagnoses assigned after evaluation. They were classified into 3 groups: Group 1 - totally in agreement: When the complaints and diagnoses identical in number and classification, Group 2 - Partially disagree: Equal complaints and diagnoses, however, are others disagreeing in number or in the area of Speech Therapy and Group 3 - Complete disagreement: When there was disagreement on complaints and / or diagnosis, in number and classification. Results: the prevalence was 61 % for males. The average age was seven years and two months. There was no significant difference between the values of groups 1 and 2, 47.4 % and 46.6 % respectively. Group 3 had only 6 %. The complaints that were reported during screening were classified in Orofacial Motricity (34.9 %) , Speech (23.1 %) , Language (13.4%) and Phonology (8.6%). The most frequent diagnoses were : Orofacial Motricity (39.8%) , Phonology (20.4%), Language (11.8%), Speech (6.5%) . The complaints and diagnoses that had higher agreement were: Phonology, Orofacial Motricity, Stuttering and Language. The complaint of voice showed a greater disagreement. Conclusion: there was agreement between the results of the screening and diagnosis, in number and speech therapy areas, with the highest concerning the classification of complaints and diagnoses related to Orofacial Motricity.
Contido em Revista CEFAC. São Paulo. Vol 18, n. 1 (jan./fev. 2016), p. 129-136
Assunto Criança
Diagnóstico
Fonoaudiologia
Triagem
[en] Diagnosis
[en] Health sciences
[en] Health services needs and demand
[en] Speech, language and hearing sciences
[en] Triage
Origem Nacional
Tipo Artigo de periódico
URI http://hdl.handle.net/10183/147398
Arquivos Descrição Formato
000994864.pdf (179.4Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.