Repositório Digital

A- A A+

Globalização e desindustrialização : o movimento internacional do capital e a crise da indústria brasileira desde a década de 1980

.

Globalização e desindustrialização : o movimento internacional do capital e a crise da indústria brasileira desde a década de 1980

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Globalização e desindustrialização : o movimento internacional do capital e a crise da indústria brasileira desde a década de 1980
Autor Silvestre, Jose Mauricio
Orientador Haffner, Jacqueline Angélica Hernández
Data 2016
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Ciências Econômicas. Programa de Pós-Graduação em Estudos Estratégicos Internacionais.
Assunto Brasil
Crise econômica
Desindustrialização
Economia política
Globalização
Política internacional
Relações internacionais
[en] Brazilian economy
[en] Deindustrialization
[en] Economic globalization
[en] International political economy
[en] International relations
Resumo Esse trabalho investiga a questão da desindustrialização da economia brasileira, caracterizada por uma mudança na divisão social do trabalho, na perspectiva das recentes transformações do capitalismo mundial, como a financeirização, a terceirização, a relocalização e a digitalização das atividades econômicas. Essas transformações estruturais do capitalismo, desencadeadas pela crise de acumulação nos anos setenta, constituem a base do processo de globalização econômica. A pesquisa parte da hipótese de que a desindustrialização da economia brasileira não está centrada na sobrevalorização cambial que acompanha a política de estabilização monetária a partir da década de 1990, como tem enfatizado parte da literatura especializada, mas no processo de globalização econômica, que acompanha os deslocamentos dos fluxos de capitais produtivos e financeiros desde a década de 1980. Tendo em vista as dificuldades internas do país durante a “década perdida”, o curso dos investimentos estrangeiros desencadeia a primeira etapa do processo de mudança estrutural da base produtiva nacional. No momento em que o Brasil atravessava uma severa crise de endividamento externo, os investimentos estrangeiros expandiram-se consideravelmente, através da internacionalização produtiva e financeira, em direção aos países que apresentaram estabilidade institucional e macroeconômica, já comprometidos com a liberalização comercial e a desregulamentação dos mercados. A partir da década de 1990, com a liberalização financeira e a abertura comercial, o processo de desindustrialização da economia brasileira avança consideravelmente, através do aprofundamento da financeirização das atividades econômicas e da abrupta intensificação da concorrência interna e externa, causada pela integração econômica ao padrão de acumulação capitalista dos países avançados. Desde então, o país tem observado a consolidação do processo de desindustrialização, impulsionado pela financeirização da riqueza e redistribuição geográfica da indústria em escala global, de acordo com as oportunidades e prerrogativas da acumulação capitalista. Para fundamentar a proposta de pesquisa, o estudo busca identificar e dimensionar as conseqüências desse processo de globalização financeira, produtiva e comercial sobre a estrutura da produção e do emprego na economia brasileira, tendo em vista os interesses estratégicos das empresas transnacionais e geopolíticos dos estados nacionais.
Abstract This research investigates the issue of de-industrialization of the Brazilian economy, which is characterized by a change in the social division of labor, from the framework of the recent transformations of world capitalism, as financialization, outsourcing, relocation and the digitization of economic activity. These structural transformations of capitalism, triggered by the accumulation of crisis in the seventies, are the basis of the economic globalization process. This investigation stems from the hypothesis that deindustrialization in Brazil is not based on exchange overvaluation that followed stabilization monetary policy since the 1990s, as suggested by part of the literature on the subject, but rather on the process of economic globalization that followed the movements of both productive and financial capital flows since the 1980s. Given the internal problems of the country during the "lost decade", the direction of foreign investments triggered the first phase of structural change in the national productive structure. By the time that Brazil was going through a severe external debt crisis, foreign investment expanded considerably by the productive and financial internationalization towards those countries that have institutional and macroeconomic stability, already committed to trade liberalization and deregulation of markets. Since the 1990s, along with financial and trade liberalization, the process of deindustrialization in the Brazilian economy spread considerably, through both the financialization of economic activities and abrupt intensification of domestic and foreign competition, caused by the economic integration to the pattern of capitalist accumulation in advanced countries. Since then, the country has seen the consolidation of deindustrialization, prompted both by the financialization of wealth and geographic redistribution of industry on a global scale, according to the opportunities and prerogatives of capitalist accumulation. In support of the proposed research, this study seeks to identify and assess the consequences of financial, productive and commercial globalization on Brazilian economy’s production and employment structure, considering transnational corporations’ strategic interests and national states’ geopolitical interests.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/147450
Arquivos Descrição Formato
000995899.pdf (2.240Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.