Repositório Digital

A- A A+

Personagens do contestado : os turmeiros da estrada de ferro São Paulo-Rio Grande (1908-1915)

.

Personagens do contestado : os turmeiros da estrada de ferro São Paulo-Rio Grande (1908-1915)

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Personagens do contestado : os turmeiros da estrada de ferro São Paulo-Rio Grande (1908-1915)
Autor Espig, Marcia Janete
Orientador Macedo, José Rivair
Data 2008
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Instituto de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em História.
Assunto Brasil : História :República velha : 1891-1930
Camponeses
Conflito social
Estradas de ferro
Guerra do Contestado (1912-1916)
História do Brasil
Movimento messianico
Movimento político
República Velha
Santa Catarina : História :Guerra do Contestado : 1912-1916
Tese
[en] Brazil railway company
[en] Contestado movement
[en] Historiography
[en] Rio Grande railroad
[en] São Paulo
Resumo A presente tese objetiva estudar os “turmeiros”, trabalhadores envolvidos na construção da Linha Sul da Estrada de Ferro São Paulo – Rio Grande (1908-1910), especificamente no trecho em que mais tarde ocorreu o Movimento do Contestado (1912- 1916). A historiografia sobre este, via de regra, retrata tais personagens de maneira depreciativa e sugere sua liderança no conflito. Após um profundo estudo historiográfico, constatou-se que esta representação encontrava-se amparada por única fonte, partindo-se então para a coleta de outros documentos. Os estudos demonstraram que a construção da ferrovia em questão envolveu o uso constante de corrupção e negociatas. Recorreu ainda ao desgastado discurso da modernidade, que não correspondeu à experiência desfrutada pelos moradores locais e pelos construtores, que sofreram as conseqüências de uma intensa exploração. O próprio Movimento do Contestado, se por um lado causou perdas à Companhia, por outro resgatou a ferrovia de um constante déficit, levando-a a um curto período de superávit. Ao aproximar-se o foco investigativo, constatou-se a imprecisão de afirmações categóricas feitas pela historiografia sobre os trabalhadores da construção da Linha Sul. Segundo esta, tratava-se de homens desclassificados, vindos do centro do país e que teriam permanecido na região, tornando-a mais violenta. Os estudos demonstraram que um contingente muito significativo, talvez mesmo a maioria dos trabalhadores, era composto de imigrantes. Parte destes foi trazida especialmente pela Companhia, outros abandonaram temporariamente as regiões coloniais dos estados do sul, especialmente do Paraná, para auferir ganhos provisórios com a construção. Tudo indica que a maioria não permaneceu na região ao final dos trabalhos, que se deu se forma paulatina e possibilitou uma lenta retirada. Questiona-se, desta maneira, a participação em grande número destes homens no Movimento do Contestado, apontando para uma permanência bem menos expressiva que afirma a historiografia. A investigação teve seus pressupostos teóricos tomados da micro-história, através do recorte preciso do objeto, do uso intensivo de fontes e do método indiciário.
Abstract The present thesis aims to study the workers, known as “turmeiros”, who were hired to work in the construction of the south line of the railroad that connected São Paulo to Rio Grande (1908-1910) specifically in the part that was later called the Contestado Movement (1912-1916). The historiography about this movement gives a depreciative idea of these workers and suggests their leadership in the conflict. After a deep historigraphic study, it was observed that this representation was supported by only one source so other documents were collected. The study showed that the railway construction was involved with corruption and shady business. A worn out speech of modernity was used but it did not correspond the experience the locals and the constructors had, who suffered the consequences of intense exploration. The Contestado Movement itself had caused some loss to the Company but on the other side rescued the railway from a constant deficit taking it to a short period of surplus. Getting closer to the investigative focus, it was noted the imprecision of some categorical affirmations that were done by the historiography about the construction workers of the South Line. According to them, they were discredited people who came from the center of the country and who stayed in the region making it more violent. Studies showed that a very significant contingent or perhaps even the majority of the workers were immigrants. Some of those workers were brought by the Railway Company; others left some colonial regions temporarily in the south states, especially from Paraná, to obtain some provisional money with the construction of the railroad. There was some indication that most of them did not stay in the region when the work was finished, it happened gradually and the withdrawal was slow. The participation of a great number of these men in the Contestado Movement is questioned and it points to permanence much less expressive than what was affirmed in the historiography. The investigation had its theoretical suppositions that were taken from the microhistory, through the precise clipping of the object and also from the intensive use of sources and evidentiary method.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/14747
Arquivos Descrição Formato
000667000.pdf (4.362Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.