Repositório Digital

A- A A+

Práticas desafiadoras do pensar : possibilidades de intervenção pedagógica com crianças de 4 a 5 anos

.

Práticas desafiadoras do pensar : possibilidades de intervenção pedagógica com crianças de 4 a 5 anos

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Práticas desafiadoras do pensar : possibilidades de intervenção pedagógica com crianças de 4 a 5 anos
Autor Alves, Suzana Barel
Orientador Silva, Rodrigo Lages e
Data 2016
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Curso de Pedagogia: Licenciatura.
Assunto Desenvolvimento cognitivo
Educação infantil
Infância
Professor
Resumo O objetivo deste trabalho é mostrar ao leitor que é possível desafiar o pensamento da criança por um caminho que respeite o seu desenvolvimento, a suas curiosidades e as considerem em suas falas e modo de ser. Também pretende contribuir para o diálogo e reflexão sobre práticas na educação infantil. Nesse contexto, o trabalho está centrado na criança e sua forma de ser e pensar e, portanto, serão revistos conceitos teóricos da psicogênese com Piaget, Vygotsky, Wallon e Bruner; tais como, estágios de desenvolvimento, níveis de desenvolvimento real e potencial, a afetividade e sua expressão através da função motora. Além disso, será feita uma defesa da curiosidade com teóricos da educação, tais como Freire, Morin e Sardi. Em seguida será feito um apanhado teórico sobre a importância da Filosofia na educação infantil com autores como Cunha, Lipman e Kohan, e conceitos como comunidade de investigação e diálogo. Para exemplificar esses conceitos, será abordado como pesquisa um projeto desenvolvido pela autora durante seu estágio obrigatório em uma escola de educação infantil da rede privada de Porto Alegre em uma turma de crianças de 4 a 5 anos. Essa pesquisa teve caráter participativo-qualitativo e para fins de análise a autora utilizou diários de campo, relatórios, fotos e memória. Desse projeto foram selecionados quatro momentos com as crianças que a presente autora considerou pertinentes ao escopo deste trabalho: investigação, contos, pescaria e bolinhas de gude. Foi verificado, à luz da teoria, a importância de momentos de conversa e participação conjunta entre crianças, família e professores. Além disso, a importância da postura do adulto/educador frente às curiosidades, questionamentos e pensamento da criança. Postura que, quando filosófica, questionadora e curiosa abre caminhos para desafiar o pensamento da criança.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/147829
Arquivos Descrição Formato
001000073.pdf (1.019Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.