Repositório Digital

A- A A+

“Sora, tu trouxe atividade que eu sei fazer?” : estratégias didáticas utilizadas por professoras em formação para o avanço dos alunos em níveis iniciais de alfabetização

.

“Sora, tu trouxe atividade que eu sei fazer?” : estratégias didáticas utilizadas por professoras em formação para o avanço dos alunos em níveis iniciais de alfabetização

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título “Sora, tu trouxe atividade que eu sei fazer?” : estratégias didáticas utilizadas por professoras em formação para o avanço dos alunos em níveis iniciais de alfabetização
Autor Deczuta, Eveline Bayer
Orientador Piccoli, Luciana
Data 2016
Nível Graduação
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Educação. Curso de Pedagogia: Licenciatura.
Assunto Alfabetização
Aluno
Estratégia
Professor
Resumo Esta pesquisa tem o objetivo de analisar as potencialidades de estratégias didáticas utilizadas por professoras em formação, nas práticas pedagógicas desenvolvidas durante o estágio obrigatório do Curso de Pedagogia, no segundo semestre de 2015, para o avanço dos alunos em níveis iniciais de alfabetização. Como referencial teórico, são apresentados conceitos do campo da alfabetização tratados por Emilia Ferreiro, Ana Teberosky, Artur Gomes de Morais, Luciana Piccoli e Patrícia Camini, assim como as contribuições de Philippe Perrenoud para discutir diferenciação do ensino. Para realizar a pesquisa, foram utilizadas duas ferramentas metodológicas: a análise documental dos respectivos Diários de Classe e entrevistas com as professoras estagiárias. Através da captura de dados, selecionaram-se as estratégias que mais se evidenciaram nos planejamentos e elaboraram-se quatro eixos de análise, que se organizaram como: propostas com materiais didáticos previamente estruturados, o qual focalizou estratégias em que houve diferenciação nos materiais para atender a heterogeneidade de níveis de escrita e leitura das crianças em processo de alfabetização; prioridade no atendimento de alunos em níveis iniciais de alfabetização, que explanou, através do recorte dos planejamentos das professoras em formação, as intervenções em que priorizavam os alunos mais aquém do ritmo médio da turma; diferenciação dos desafios, que abordou momentos em que foram necessárias adaptações das propostas realizadas pelas turmas dentro do fazer pedagógico coletivo; e, por fim, agrupamentos e interações com colegas, eixo em que se discutiu os reagrupamentos de alunos realizados nas turmas para promover trocas entre seus pares e, assim, produzir avanços em suas aprendizagens. As análises indicam que houve significativos avanços especialmente nos níveis de escrita dos alunos. Destaca-se que tais avanços possivelmente tenham sido alcançados por consequência dos planejamentos das professoras que buscavam considerar todos os alunos em suas aprendizagens e que os colocaram em situações em que eles realmente puderam aprender (PERRENOUD, 2011), demonstrando, assim, a potencialidade da diferenciação do ensino em turmas heterogêneas de alfabetização.
Tipo Trabalho de conclusão de graduação
URI http://hdl.handle.net/10183/147847
Arquivos Descrição Formato
000999936.pdf (904.5Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.