Repositório Digital

A- A A+

Avaliação de fatores clínicos e biológicos associados ao prognóstico da cirurgia bariátrica

.

Avaliação de fatores clínicos e biológicos associados ao prognóstico da cirurgia bariátrica

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Avaliação de fatores clínicos e biológicos associados ao prognóstico da cirurgia bariátrica
Autor Hartmann, Ingrid Borba
Orientador Kauer-Sant'Anna, Márcia
Co-orientador Diemen, Lisia von
Data 2016
Nível Doutorado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Medicina. Programa de Pós-Graduação em Psiquiatria e Ciências do Comportamento.
Assunto Alcoolismo
Cirurgia bariátrica
Obesidade
Resumo Introdução: A prevalência de obesidade vem aumentando na maioria dos países, praticamente dobrando nos últimos 30 anos. A cirurgia bariátrica é o tratamento mais efetivo para a obesidade grave, levando a uma perda de peso expressiva e que usualmente se mantém em longo prazo. Apesar de sua eficácia comprovada, nem todos os pacientes apresentam perda de peso igualmente satisfatória após a cirurgia. A possibilidade de que estas diferenças nos desfechos de perda de peso possam estar relacionadas a características individuais pré-operatórias tem sido investigada. Até o momento, porém, a literatura a respeito de possíveis preditores de sucesso da cirurgia bariátrica não se mostrou conclusiva. Obesidade e dependência química parecem compartilhar alguns mecanismos neurobiológicos, sobretudo a disfunção de sistemas neurais envolvidos na modulação da resposta a estímulos recompensadores, e há evidências de que a história familiar positiva para transtorno por uso de álcool possa estar associada à obesidade. Além disso, evidências recentes sugerem que a proteína ligante de FK506 51 (FKBP51), implicada na regulação da resposta ao estresse, possa estar envolvida também na regulação da homeostase energética, influenciando o peso corporal. Objetivos: Avaliar se a história familiar positiva de transtorno por uso de álcool e a presença do alelo T do polimorfismo de nucleotídeo simples (SNP) rs1360780 no gene FKBP5 poderiam influenciar a perda de peso após a cirurgia bariátrica. Método: Neste estudo prospectivo longitudinal, a presença de história familiar de transtorno por uso de álcool e do SNP rs1360780 do gene FKBP5 foram avaliadas em pacientes com idades entre 18 e 69 anos, com índice de massa corporal (IMC) igual ou superior a 35 Kg/m2, que aguardavam a realização da cirurgia bariátrica no Hospital de Clínicas de Porto Alegre. O procedimento cirúrgico foi realizado de acordo com a indicação da equipe assistente, e em todos os casos a técnica cirúrgica empregada foi a gastroplastia em Y de Roux. No período pós-operatório, foi realizado seguimento da perda de peso pelo período de 26 meses, através de dados contidos no prontuário. Resultados: A história familiar positiva para transtorno por uso de álcool e a presença do alelo T da SNP rs1360780 do gene FKBP5 mostraram associação com menor perda de peso após a cirurgia bariátrica. No primeiro artigo, pacientes com história familiar positiva apresentaram perda do excesso de peso (EWL, do inglês excess weight loss) 18,4% menor em 2 anos de seguimento quando comparados a pacientes sem história familiar, e esta associação se deu de modo independente da presença de história pessoal de transtorno por uso de álcool ou de compulsão alimentar. No segundo artigo, pacientes portadores do alelo T da SNP rs1360780 apresentaram EWL 19,9% menor, e perda do peso total 9,0% menor em 2 anos de seguimento quando comparados a pacientes com o genótipo C/C. Conclusões: A cirurgia bariátrica interage com características individuais, como genes envolvidos na regulação metabólica e características indicativas de uma maior fragilidade em sistemas neurais relacionados à modulação da resposta a estímulos recompensadores, levando a diferentes desfechos de perda de peso. A identificação de possíveis preditores de sucesso da cirurgia bariátrica possibilitaria o desenvolvimento de intervenções específicas, visando melhorar os desfechos da cirurgia.
Abstract Introduction: The prevalence of obesity is increasing worldwide, nearly doubling in the last three decades. Bariatric surgery is the most effective treatment choice for severe obesity, leading to expressive weight loss that is usually sustained in the long term. Despite its proven efficacy, not all patients have equally successful weight loss after the surgery. The possibility that this difference in weight outcomes could be attributed to preoperative individual factors has been considered. However, up until now, the literature about potential predictors of success after bariatric surgery has not been conclusive. Obesity and drug addiction seem to share some neurobiological mechanisms, more specifically a disruption in neural systems which modulate the response to reward, and recent literature indicates that a positive family history of alcohol use disorder could be associated with obesity. Moreover, recent evidence indicates that the FK506-binding protein 51 (FKBP51), which is known to play an important role in the regulation of stress response, could also play a role in energy homeostasis, influencing body weight. Objectives: To evaluate if a positive family history of alcohol use disorder and the presence of the T allele of the FKBP5 SNP rs1360780 could influence weight loss after bariatric surgery. Methods: In this prospective observational study, the family history of alcohol use disorder and the presence of the FKBP5 rs1360780 polymorphism were evaluated in patients between 18 and 69 years of age, who presented a body mass index (BMI) of at least 35 kg/m2 and who were awaiting bariatric surgery at Hospital de Clínicas de Porto Alegre. The surgical procedure was carried out according to the indication of the assistant team, and in all cases the surgical technique employed was the Roux-en-Y gastric bypass. In the postoperative period, a 26-month follow-up of weight loss was performed using data from medical records. Results: A positive family history of alcohol use disorder and the presence of the T allele of the FKBP5 SNP rs1360780 were associated with significantly lower weight loss after bariatric surgery. In the first paper, patients with a positive family history of alcohol use disorder presented an excess weight loss (EWL) that was 18.4% lower at 2 years of follow-up when compared to patients with no family history, independent of a personal history of alcohol use disorder or binge eating. In the second paper, carriers of the T allele of the FKBP5 SNP rs1360780 presented EWL 19.9% lower, and total weight loss 9.0% lower at 2 years of follow-up when compared to patients with the C/C genotype. Conclusions: Bariatric surgery can interact with individual characteristics, more specifically with genes involved in metabolic regulation and with characteristics suggestive of a higher vulnerability in neural systems which modulate the response to reward, leading to different weight loss outcomes. The identification of potential predictors of success after bariatric surgery would enable the development of interventions to improve outcomes.
Tipo Tese
URI http://hdl.handle.net/10183/148102
Arquivos Descrição Formato
000999265.pdf (822.7Kb) Texto parcial Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.