Repositório Digital

A- A A+

Trabalho de conclusão de curso: abordagem clínica e nutricional do paciente renal felino

.

Trabalho de conclusão de curso: abordagem clínica e nutricional do paciente renal felino

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Trabalho de conclusão de curso: abordagem clínica e nutricional do paciente renal felino
Autor Reis, Carina
Orientador Trevizan, Luciano
Data 2016
Nível Especialização
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Veterinária. Curso de Especialização em Clínica Médica de Felinos Domésticos.
Assunto Clinica veterinaria : Felinos
Doença renal crônica
Nefropatias
Nutricao : Gatos
Rim
[en] Chronic renal failure
[en] Kidney
[en] Nephropathy
[en] Nutrition
Resumo Até o presente momento tem-se utilizado os termos doença renal, insuficiência renal e falência renal para descrever o processo patológico que acomete os rins (JERICÓ et al., 2015). A insuficiência renal pode ocorrer de duas maneiras, como insuficiência renal aguda (IRA) ou insuficiência renal crônica (IRC), sendo que a IRC é a forma de maior prevalência das alterações renais em cães e gatos (POLZIN et al., 1997). A doença renal crônica (DRC) é uma das causas mais importantes de morbidade e mortalidade em gatos (KING et al., 2007). A frequência de diagnóstico tem aumentado significativamente na última década. O aumento acentuado da prevalência da DRC pode dever-se a uma melhoria no reconhecimento da doença ou a um verdadeiro aumento da sua incidência na população felina (ROSS et al., 2006). Historicamente, a DRC nos animais não era detectada precocemente, e somente era determinado o diagnóstico quando eles apresentavam manifestações clínicas de uremia; infelizmente, encontravam-se em estágios mais avançados devido à falência renal e, portanto, tinham mau prognóstico. Com o evoluir do entendimento da fisiopatogenia da doença, o diagnóstico precoce tem sido o foco principal da afecção e, deste modo, procura-se instituir medidas terapêuticas e de manejo a fim de diminuir a velocidade de progressão, proporcionando-lhes maior tempo e qualidade de vida (JERICÓ et al., 2015). A dieta desempenha um papel importante no manejo de gatos com DRC. A implementação de terapia nutricional nos estágios II e III melhora a sobrevivência e limita as crises urêmicas. A restrição de fósforo é claramente indicada para diminuir a progressão da doença. A restrição proteica é indicada em pacientes com proteinúria. A suplementação alcalina e de potássio é necessária somente em pacientes acidóticos ou hipocalêmicos, respectivamente. As terapias nutricionais em gatos nos estágios III e IV da doença são projetadas para melhorar a qualidade de vida e minimizar os sinais clínicos associados à uremia. Independentemente, do estágio da doença, a dieta deve ser adaptada para as necessidades individuais do paciente, e os ajustes são esperados no decorrer do curso do tratamento (ELLIOTT, 2011). O presente trabalho tem como objetivo uma revisão de literatura sobre a doença renal crônica dos felinos e uma comparação das principais dietas disponíveis no mercado brasileiro para estes pacientes.
Abstract Until now it has used the terms kidney disease, kidney failure and renal failure to describe the disease process that affects the kidneys (JERICÓ et al., 2015). Renal failure can occur in two ways, such as acute renal failure (ARF) or chronic renal failure (CRF), and the IRC is the form of higher prevalence of renal disorders in dogs and cats (Polzin et al., 1997). The chronic kidney disease (CKD) is one of the most important causes of morbidity and mortality in cats (King et al., 2007). The frequency of diagnosis has increased significantly in the last decade. The sharp increase in the prevalence of CKD may be due to an improvement in recognition of the disease or a true increase in incidence in the feline population (Ross et al., 2006). Historically, the CKD in animals was not detected early, and only was given the diagnosis when they had clinical manifestations of uremia; unfortunately, they were in more advanced stages due to renal failure and therefore had a poor prognosis. With the evolution of the understanding of the pathophysiology of the disease, early diagnosis has been the main focus of the disease and thus seeks to establish therapeutic and management measures to reduce the rate of progression, giving them more time and quality life (JERICÓ et al., 2015). Diet plays an important role in the management of cats with CKD. The implementation of nutritional therapy in stage II and III improves survival and reduces the uremic crises. Phosphorus restriction is clearly indicated to slow the progression of the disease. Protein restriction is indicated in patients with proteinuria. The alkaline and potassium supplementation is required only in acidotic or hypokalemic patients, respectively. Nutritional therapies in cats in stages III and IV disease are designed to improve the quality of life and minimize the clinical signs associated with uremia. Regardless of the stage of disease, the diet should be tailored to the individual patient's needs, and adjustments are expected during the course of treatment (ELLIOTT, 2011). This study aims to review the literature on chronic kidney disease of cats and a comparison of the main diets available in the Brazilian market for these patients.
Tipo Trabalho de conclusão de especialização
URI http://hdl.handle.net/10183/148190
Arquivos Descrição Formato
001001314.pdf (694.1Kb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.