Repositório Digital

A- A A+

Orientação espacial em desenho urbano tradicional e modernista : estudo em campi universitários da UFRGS

.

Orientação espacial em desenho urbano tradicional e modernista : estudo em campi universitários da UFRGS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Orientação espacial em desenho urbano tradicional e modernista : estudo em campi universitários da UFRGS
Autor Mano, Cássia Morais
Orientador Reis, Antonio Tarcisio da Luz
Data 2016
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Arquitetura. Programa de Pós-Graduação em Planejamento Urbano e Regional.
Assunto Campus universitario : UFRGS
Desenho urbano
[en] University campuses
[en] Urban design
[en] Urban legibility
[en] Wayfinding
Resumo Esta pesquisa investiga os impactos do desenho urbano tradicional e modernista na orientação espacial em campi universitários, a partir da avaliação de usuários que diferem quanto ao grau de familiaridade com tais espaços. O problema de pesquisa reside na reprodução de projetos urbanísticos que remetem à lógica espacial preconizada pelo urbanismo moderno, os quais tenderiam a dificultar a legibilidade urbana, afetando negativamente a navegação. Assim, o objetivo é realizar um estudo comparativo detalhado dos efeitos de atributos físico-espaciais que compõem tais desenhos urbanos quanto à orientação espacial de seus usuários, a fim de contribuir para um melhor entendimento dos impactos de tais configurações na experiência espacial. Para tanto, são selecionados dois campi da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), localizados em Porto Alegre- RS: O Campus Centro, que representa o desenho urbano tradicional, com variedade arquitetônica, cujos prédios tendem a estar dispostos junto ao perímetro dos quarteirões e apresentam os acessos principais voltados para as ruas; e o Campus do Vale com características do desenho urbano modernista, onde verifica-se o predomínio da repetição e uniformidade entre os prédios dispostos em amplas áreas verdes, cujos acessos principais tendem a estar desvinculados das ruas. Os métodos de coletas de dados fazem parte dos utilizados na área de estudos Ambiente e Comportamento, sistematizados por meio de levantamento de arquivo, levantamento físico, mapas cognitivos, identificação e descrição de percursos, questionários e entrevistas. A análise de dados é realizada através de testes estatísticos não-paramétricos e da Sintaxe Espacial. Os resultados desta investigação demonstram que, independentemente do campus, os atributos físico-espaciais que remetem ao desenho urbano modernista tendem a ser avaliados negativamente quanto à orientação espacial pelos alunos calouros e, inclusive, pelos técnicos administrativos da UFRGS. Ainda, atributos arquitetônicos dos prédios como a falta de clareza no destaque formal do acesso principal e a menor visibilidade do acesso principal a partir da rua tendem a dificultar a orientação espacial. Foi confirmado que a avaliação do nível de facilidade de orientação espacial é influenciada fortemente pelo grau de familiaridade com o espaço. Entretanto, verifica-se o predomínio dos atributos físico-espaciais sobre o grau de familiaridade quando avaliados os níveis de facilidade de descrever o percurso para acesso ao prédio. Por fim, espera-se que os dados obtidos possam contribuir para qualificar projetos urbanísticos, a fim de responder melhor às necessidades dos usuários quanto à orientação espacial no espaço urbano.
Abstract This research investigates the impact of traditional and modern urban design in wayfinding performance in university campuses, based on evaluations of users who differ in the degree of familiarity with such spaces. The research problem concerns the propagation of urban projects that replicate the spatial logic advocated by modern urbanism, which would tend to hinder urban legibility, negatively affecting navigation. The purpose is to realize a comparative study about the impact of physical-spatial attributes considering different urban designs for its users wayfinding performance, in order to contribute to a better understanding of the impacts of such settings in the spatial experience. Therefore, two campuses of the Federal University of Rio Grande do Sul (UFRGS), located in Porto Alegre-RS were selected: The Campus Centro, which refers the traditional urban design with architectural variety, whose buildings tend to be arranged at the perimeter of blocks and feature the main entrance facing the street; and Campus do Vale with characteristics of modern urban design, where there is a predominance of repetition and uniformity among the buildings, usually arranged in large green areas, whose main accesses tend to be disconnected from the streets. Data gathering means are part of those used in the Environment and Behavior area field of study, including archival records, field surveys, cognitive maps, identification of paths and route description, questionnaires and interviews. Data analysis was carried out through non-parametric statistical tests and space syntax theory. The results of this research show that, regardless of the campus, the physical-spatial attributes related to modernist urban design tend to be evaluated negatively on the wayfinding for freshmen students and even by UFRGS employees. Still, architectural attributes of the buildings, such as the lack of clarity in the identification of the main access and the lower visibility of the main access from the street tend to impair wayfinding. It was confirmed that the evaluation of the wayfinding facility level is strongly influenced by the degree of familiarity with the space. However, there is a predominance of physical-spatial attributes over the degree of familiarity when assessed levels of ease of describing the way to access the building. Finally, it is expected that the results obtained may contribute to qualify urban projects in order to better respond to users’ needs of wayfinding in the urban space.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/148290
Arquivos Descrição Formato
001001849.pdf (15.25Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.