Repositório Digital

A- A A+

Lugares de brincar na infância urbana : análise do ambiente e do comportamento infantil em áreas de lazer de edifícios residenciais multifamiliares em Porto Alegre-RS

.

Lugares de brincar na infância urbana : análise do ambiente e do comportamento infantil em áreas de lazer de edifícios residenciais multifamiliares em Porto Alegre-RS

Mostrar registro completo

Estatísticas

Título Lugares de brincar na infância urbana : análise do ambiente e do comportamento infantil em áreas de lazer de edifícios residenciais multifamiliares em Porto Alegre-RS
Autor Abreu, Camila Mayra Heck Maia de
Orientador Fedrizzi, Beatriz Maria
Data 2016
Nível Mestrado
Instituição Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Faculdade de Arquitetura. Programa de Pesquisa e Pós-Graduação em Arquitetura.
Assunto Desenvolvimento infantil
Edificios residenciais
Lazer
[en] Child development
[en] Children's architecture
[en] Places to play
[en] Recreational areas of buildings
Resumo Neste estudo busca-se a compreensão de como projetar os lugares do brincar por meio da análise da relação entre o ambiente e o comportamento infantil em áreas de lazer de edifícios residenciais multifamiliares, que funcionam como a nova “rua” para o lazer das crianças, pois esta já foi um lugar do brincar. Hoje, com o crescimento das cidades, as pessoas diminuíram a sua apropriação do espaço público no cotidiano devido ao aumento da violência, à insegurança e à grande circulação de carros. Consequentemente, os pais não permitem que seus filhos brinquem na rua, ou seja, fora dos limites residenciais. Em decorrência deste contexto urbano e do aumento da área construída na cidade, aumentando o custo do solo urbano, que as casas vêm sendo substituídas por edificações verticais que, supostamente, oferecem maior segurança, muitas delas com área muito pequena nos apartamentos. À criança, como possibilidade de brincadeira livre e socialização, restam os espaços de lazer dos edifícios, que, habitualmente, funcionam como argumento de venda, parte de um processo de “placemarketing”. Os projetos atuais para o lazer infantil nos edifícios por vezes são compostos por elementos chamativos, lúdicos, muitas cores, e até um certo rebuscamento no sentido de enfeitar excessivamente, características que encantam e vendem, porque transmitem a sensação visual de um lugar aprazível para as crianças. Contudo, muitos estudiosos abordam outras características físicas positivas em espaços para este público. Esse estudo investigou esta questão, no intuito de compreender como os projetos de áreas de lazer de edifícios, e de lugares do brincar de modo geral, devem ser elaborados para atender as necessidades inerentes ao desenvolvimento da criança. Foi feito um estudo de caso nas áreas de lazer de um edifício e de em um condomínio vertical em Porto Alegre-RS, cada um de uma construtora e com características físicas diferentes. Foram observados os locais mais utilizados pelas crianças e os tipos de interação entre elas, o que evidenciou que há relação entre o ambiente e em como as crianças interagem entre si.
Abstract This study seeks to understand how to design the places of play through the analysis of the relationship between the environment and the behavior of children in recreational areas of multifamily residential buildings that act as the new "street" for children’s leisure, because this has been the place of playing children. Nowadays, with the growth of cities, people reduced their daily appropriation of public space due to increased violence, insecurity and widespread circulation of cars. Consequently, parents do not allow their children plays in the street, so outside the residential limits. Because of this urban context and the increase of the built area in the city, increasing the urban land cost, that the houses are being replaced by vertical buildings that supposedly offer greater security, many of these with a very small area in the apartments. To the child, as the possibility of free play and socialization, left leisure spaces of buildings, which generally work as a selling point, part of a process of "placemarketing". Current projects for children's play in buildings are sometimes composed of flashy elements, entertainment, many colors, characteristics that enchant and sell, because they transmit the visual sensation of a pleasant place for children. However, many scholars of child development approach other positive physical characteristics in spaces for this audience. This study investigated this issue in order to understand how buildings recreation areas projects must be designed to satisfy the necessities of child development, through the analysis of recreational area of a building and a vertical condominium in Porto Alegre-RS, each one of the buildings were built of different construction company and have different physical characteristics. The places were observed most frequently used by children and types of interaction between them, which showed that there is a relationship between the environment and how children interact with each other.
Tipo Dissertação
URI http://hdl.handle.net/10183/148310
Arquivos Descrição Formato
001001680.pdf (6.836Mb) Texto completo Adobe PDF Visualizar/abrir

Este item está licenciado na Creative Commons License

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(ões)


Mostrar registro completo

Percorrer



  • O autor é titular dos direitos autorais dos documentos disponíveis neste repositório e é vedada, nos termos da lei, a comercialização de qualquer espécie sem sua autorização prévia.
    Projeto gráfico elaborado pelo Caixola - Clube de Criação Fabico/UFRGS Powered by DSpace software, Version 1.8.1.